Você está aqui:Home » Livros Grátis » Línguas e Idiomas » 9 vantagens de ser bilíngue em um evento internacional

9 vantagens de ser bilíngue em um evento internacional

Olá, leitores!

Falar mais de um idioma no mundo globalizado em que vivemos hoje é mais que um diferencial. Podemos considerar uma necessidade e, para determinadas ocasiões, é pré-requisito exigido. Nesse sentido, estamos falando do bilinguismo.

Mas, o que é ser bilíngue?

Primeiramente, o termo “bilíngue” tem sua origem no latim (bilinguis) e significa “duas línguas”. Portanto, partindo dessa etimologia, uma pessoa bilíngue é aquela que fala, a nível nativo, dois idiomas; é aquele que tem um domínio avançado (ainda que não nativo) de duas línguas, podendo alternar o seu uso.

E como ser bilíngue?

O bilinguismo pode ter sua origem nativa (quando o indivíduo nasce em um ambiente, ou comunidade linguística, nos quais se utilizam duas línguas alternadamente), como também pode ser adquirido em um processo de ensino-aprendizagem, tradicional ou não.

Exemplos de bilinguismo nativo

traduzir-em-ingles

– Na Espanha, por exemplo, o espanhol castelhano (o qual é considerado o modelo tradicional ou “standard”) é a língua oficial de toda a Espanha, porém, em algumas comunidades, como é o caso de Barcelona, também se tem como língua oficial o Catalão (falado no cotidiano das famílias e, inclusive, ensinado nas escolas). Nesse caso, espanhol e catalão são duas línguas e, ambas, são consideradas oficiais, portanto, quem nasce em Barcelona é um bilíngue nativo.

– Outro exemplo de bilinguismo nativo é o caso de filhos de pais com diferentes nacionalidades (consideremos um filho de um casal onde o marido seja inglês e a esposa seja brasileira). Neste caso, pai e mãe podem conversar com a criança, desde bebê, nas duas línguas, e o filho desenvolverá as estruturas dos dois idiomas, inclusive sabendo diferenciá-las e usá-las cada uma em seu contexto, sendo, portanto, um bilíngue nativo. 

Exemplos de bilinguismo adquirido

O bilinguismo adquirido é aquele que é aprendido, seja por meio de um processo de ensino-aprendizagem, seja por meio de imersão em outra comunidade linguística, onde a necessidade e o sociointeracionismo terão importante papel no desenvolvimento do novo idioma. Tem-se então, um falante que se tornou bilíngue por aprender uma segunda língua ou por adquiri-la em uma situação de contexto autêntico (ou seja, de imersão linguística).

Línguas que marcam presença em eventos internacionais

As línguas que marcam presença no domínio de um segundo idioma de pessoas bilíngues são o inglês e o espanhol.

Já no mundo dos negócios e de grandes eventos internacionais (como feiras e congressos), vemos além da presença bilíngue em inglês (principalmente), também o espanhol, o mandarim e o alemão.

Vantagens de ser bilíngue

Ser bilíngue certamente traz muitas vantagens à pessoa detentora desta habilidade. Vejamos algumas:

1) Falar mais de um idioma melhora o desenvolvimento das funções do seu cérebro (conceitos matemáticos, definições de palavras, habilidades de pensamento/interpretação);

2) Amplia o seu repertório linguístico e de conhecimentos gerais;

3) Melhora também o seu desenvolvimento na sua própria língua materna;

4) Permite a você conhecer novas pessoas e culturas;

5) Proporciona melhores chances de empregos e com melhores remunerações;

6) Permite a você comunicar-se e alcançar melhor seus objetivos em um contexto diferente do seu;

7) Possibilita o acesso a instituições de ensino de outros países (estudar no exterior);

8) Facilita a aprendizagem de outros idiomas;

9) Estudos recentes sugerem também que o bilinguismo pode protelar o surgimento da doença de Alzheimer.

E você, já é bilíngue? Se sim, ótimo, é uma oportunidade para motivar-se e ampliar seu repertório de idiomas. Se não, vimos que aprender um novo idioma só nos trará benefícios.

Bons estudos.

Até a próxima!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo