Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » 8 formas simples para minimizar a ansiedade nos estudos

8 formas simples para minimizar a ansiedade nos estudos

Olá, leitor!

Se você está estudando para o ENEM e para o vestibular, com certeza você está vivendo um estresse fora do comum, o que está te deixando muito ansioso.

Isso é normal, pois a pressão vem de todos os lados: família, professores, amigos e até mesmo você que quer alcançar o seu sonho.

Até mesmo quem não está nessa fase também passa por uma certa ansiedade nos estudos, seja para realizar uma prova ou para participar de algum campeonato entre escolas.

Se você acha que essa ansiedade excessiva é algo que acontece apenas com você, acredite, você está enganado, veja só porque: um estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mostrou que mais de 13 milhões de brasileiros sofrem de ansiedade e têm doenças associadas a isso.

Os dados ainda mostram que em 2006, cerca de 4% da população mundial sofria dessa doença, e em dez anos, esse número subiu para quase 7%. Confira como combater e administrar sua ansiedade!

A ansiedade é uma doença?

ansiedade_nos_estudos_

Se você sente ansiedade nos estudos, como quando vai fazer uma prova, ou está esperando a resposta para um estágio ou emprego, mas essa ansiedade não afeta sua vida, então está tudo bem.

Isso é normal de qualquer ser humano e você não precisa procurar tratamento, apenas respirar e aguardar.

Agora se a ansiedade que está sentindo não te deixa fazer suas atividades diárias como dormir, comer ou está estressado com tudo e todos e sente dor de cabeça constante, isso não é normal e você deve procurar um especialista para tratar esse problema.

A boa notícia é que existem exercícios que podem te ajudar a minimizar esses sintomas da ansiedade, te oferecendo maior qualidade de vida.

Lidando com a ansiedade

1. Controle seus pensamentos

A mente de uma pessoa ansiosa simplesmente não para, ela não dá descanso para a pessoa, é um turbilhão de pensamentos e informações ao mesmo tempo, a pessoa ansiosa sente como se a cabeça fosse explodir.

Ela sente vontade de gritar e sair correndo para ver se esse oceano de pensamentos vai embora.

Alimentar a mente com pensamentos negativos não vai te ajudar em nada, pelo contrário, só vai piorar a sua situação, e é nesse momento que você precisa ter autocontrole não deixando esses pensamentos te dominarem.

Quando tiver uma crise de ansiedade durante os estudos, pare um pouco, respire, dê uma volta, faça alguma atividade simples para relaxar.

Alguns estudiosos dizem que é preciso limitar o horário de pensamentos negativos, mas é mais indicado que se evite, por mais difícil que pareça, não é impossível.

2. Pratique atividade física

A prática de atividade física deixou de ser a busca para o corpo perfeito há muito tempo, não que esse ainda não seja o objetivo de muitas pessoas, mas não é o principal.

Hoje em dia, a prática de atividade física está diretamente ligada a busca de uma boa saúde física e mental.

Se você está passando por ansiedade nos estudos, procure tirar uma hora do seu dia para fazer uma atividade física.

Não existe um esporte ideal, por isso escolha aquele que te faça bem, que permite que você alivie sua tensão e te faça bem.

A atividade física é uma ótima opção para pessoas ansiosas, pois durante o exercício, nosso cérebro libera um hormônio chamado endorfina, que é conhecido como o hormônio da felicidade.

Durante a atividade física, ao cair na corrente sanguínea, a endorfina percorre todo o nosso corpo, dando sensação de bem-estar, além disso, ela impede que a pessoa fique depressiva, doença muito comum em pessoas que sofrem de ansiedade.

3. Medite

Você com certeza conhece a frase “mente sã, corpo são,” pois bem, ela se encaixa perfeitamente para pessoas ansiosas, pois geralmente a mente do ansioso é tão acelerada que acaba prejudicando o corpo com diversas doenças, então, é hora de ter a mente sã, saudável para isso refletir na saúde do corpo.

A meditação, antes considerada uma coisa chata e entediante, hoje é considerada uma excelente forma de tratamento alternativo recomendado, inclusive, por médicos. Isso porque, a meditação faz com a pessoa tenha controle dos seus pensamentos e ajuda a relaxar.

Para comprovar tudo isso que foi dito, vou citar um estudo realizado por pesquisadores americanos e publicado na revista Nature, uma das mais respeitadas revistas científicas do mundo.

O estudo foi realizado com 52 participantes que fizeram atividade física e meditação por 30 minutos, pelo menos duas vezes por semana, em cada uma dessas atividades.

O  resultado desse estudo mostrou que os sintomas de depressão nesses pacientes com sintomas de ansiedade, foram reduzidos de forma significativa e bastante drástica, se comparada à pessoas que não realizam esses tipos de atividades.

4. Não se compare as outras pessoas

Um hábito comum das pessoas ansiosas é se comparar com outras pessoas. A mente de um ansioso, dentre os milhares de pensamentos, acredita que não vai conseguir ser como fulano, ou vai pensar que ciclano vai passar no vestibular, mas ele não.

Como foi dito, esse é um hábito, e todo hábito pode ser modificado, e é preciso se empenhar muito.

A primeira coisa que você tem que pensar quando for se comparar a outra pessoa, é que ninguém é igual a ninguém, todos temos nossas individualidades e particularidades.

O ato de se comparar a uma outra pessoa não vai te levar a lugar algum, só vai atrair mais pensamentos negativos, mais estresse e mais ansiedade.

5. Ouça música

Uma outra estratégia para reduzir os sintomas da ansiedade é ouvir música. Isso pode até parecer uma coisa lógica, mas funciona.

Por isso, escolha sua música favorita (de preferência bem alegre), e aumente o som, dance, pule, faça seu corpo se movimentar com a música.

O prazer de ouvir uma música que gosta, vai fazer seu cérebro liberar a endorfina! Você estará feliz de novo, sem estresse, nervosismo, dor de cabeça ou ansiedade.

Você não gosta de dançar ou pular com música? Não tem problema, existem músicas recomendadas por neurologistas destinadas à pessoas que precisam relaxar e minimizar os níveis de ansiedade, principalmente nos estudos. Ouça algumas dessas músicas agora mesmo:

6. Beba menos café e coma menos chocolate

Outra característica de uma pessoa ansiosa é tomar litros de café ou comer toneladas de chocolate diariamente.

Por mais saborosos que esses alimentos são eles liberam outro hormônio em nosso sistema, a serotonina.

O problema é que o seu excesso causa dependência, pois ambos estimulam os receptores de serotonina a quererem sempre mais e mais. Ao não oferecer o café e o chocolate para nosso organismo ele começa a sentir falta.

Nosso cérebro começa a exigir, e quando não oferecemos esses alimentos, naturalmente ficamos nervosos, tensos e estressados.

Então, evite ao máximo ingerir esses alimentos, mas se não conseguir determine uma quantidade máxima para ingerir diariamente.

7. Escreva

Uma outra forma de conseguir controlar a ansiedade é escrever, mesmo sabendo que sua ansiedade está relacionada com os estudos.

Todas as vezes que você se sentir ansioso nos estudos, comece a escrever sobre o que você está sentindo.

Comece descrevendo quais os fatores que são os gatilhos da sua ansiedade. Em seguida, escreva sobre os sintomas físicos, como dor de cabeça, dor de estômago, sono excessivo ou qualquer outro sintoma.

Essa é uma forma de você “colocar para fora” tudo o que está te fazendo mal, que está desencadeando a ansiedade nos estudos. Tenho certeza que essa estratégia vai te ajudar muito.

8. Passe um tempo com a família e amigos

Não existe tratamento melhor do que ter a família e os amigos ao nosso lado todo o tempo. Eles são a nossa base, nosso porto seguro. Não sinta vergonha ou medo de falar o que você está sentindo, o que está acontecendo com você.

A ansiedade nos estudos é normal, é uma fase, e nada melhor para superar essa fase do que estar ao lado das pessoas que amamos. Isso nos tranquiliza, nos dá paz e reduz os sintomas da ansiedade.

Sabemos que muitas vezes, lidar com familiares e amigos não é fácil, mas mais difícil ainda é viver sem estar ao lado deles, ainda mais em um momento de crise de ansiedade.

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo