Você está aqui:Home » Concursos & Empregos » Empregos » 7 dicas para revisar o currículo antes de enviar

7 dicas para revisar o currículo antes de enviar

Olá, leitor(a)! 

Você encontrou a oportunidade de emprego dos sonhos e montou o seu currículo. Hora de enviar e torcer por um retorno positivo, certo? Errado. Antes de encaminhar o documento, é necessário verificar se ele está de acordo com a vaga e com o que os(as) recrutadores(as) esperam dos(as) candidatos(as). 

Revisões nunca são fáceis, e se tornam ainda mais complicadas quando precisamos validar um trabalho que nós mesmos fizemos. Pensando nisso, no artigo de hoje, vamos mostrar 7 dicas para revisar o currículo e aumentar suas chances de contratação. Confira! 

7 dicas para revisar o currículo antes de enviar

7 dicas para revisar o currículo antes de enviar

Fonte: Reprodução

Poucas pessoas separam um tempo para verificar as informações do currículo. Por isso, muitos são enviados contendo erros que poderiam ser evitados com facilidade, mas que prejudicam o desempenho no processo seletivo. 

currículo, geralmente, é o primeiro contato com a empresa na qual você gostaria de trabalhar. Logo, deve ser feito com muito cuidado, já que será utilizado pelos profissionais de recursos humanos para avaliar, em menos de 10 segundos, sua personalidade, suas capacidades de comunicação, sua compatibilidade técnica e cultural com a vaga. 

Com foco e atenção, é possível colocar seu currículo entre os melhores. A seguir, traremos 7 dicas simples para revisar o documento que podem ser usadas por profissionais em diferentes momentos de carreira. Veja: 

1. Verifique seus dados pessoais

Tome muito cuidado ao inserir as informações pessoais e de contato. Coloque nome completo, estado civil, e-mail, telefone (com DDD), bairro, cidade e link para LinkedIn ou portfólio, que devem estar sempre atualizados.  

Depois de escrever, releia várias vezes, pois qualquer erro nesses dados pode impedir futuros contatos do(a) recrutador(a). Lembre-se de que não há necessidade de incluir número de documentos, data de nascimento, endereço completo e foto, a não ser que esses pontos sejam claramente solicitados.  

2. Ajuste seu objetivo profissional

objetivo profissional é um campo do currículo que gera muitas dúvidas. Contudo, não há segredo: deve ser claro, conciso e específico. Uma dica é incluir apenas o nome da área de atuação e do cargo desejado, sempre seguindo o que foi dito no anúncio da vaga. 

3. Descreva suas experiências anteriores

Ao discorrer sobre sua trajetória acadêmica e profissional, liste suas experiências e formações da mais atual para a mais antiga. Para cada experiência mencionada, inclua de 3 a 6 tópicos, de no máximo 2 linhas cada. 

Priorize os itens que considerar mais relevantes para a vaga, usando as palavras-chave que estavam no anúncio e que são comuns na sua área. Uma dica valiosa é sempre começar as sentenças com verbos, evitando escrever em primeira pessoa. 

4. Insira detalhes importantes

Currículos precisam ser concisos, mas também devem fornecer informações significativas sobre você. Por isso, as descrições da formação acadêmica e da trajetória profissional não podem deixar de destacar seus pontos fortes. 

Portanto, mencione seus conhecimentos sobre informática e idiomas e liste cursos complementares. Ao falar de experiências anteriores, seja específico(a) e cite os resultados obtidos, se possível com números. 

Vale também adicionar uma seção com seus hobbies e interesses, que serão usados para avaliar sua compatibilidade com a cultura da empresa. Por outro lado, não coloque pretensão salarial, contatos para referência nem anexe certificados e documentos. Os(as) recrutadores(as) avisarão quando esses itens forem necessários. 

5. Cuidado com a linguagem

Quando falamos da linguagem a ser utilizada em currículos, menos é mais. Deve ser clara, objetiva, de fácil entendimento, com o nível de formalidade adequado para o ambiente corporativo, sem exageros. Palavras complicadas, termos técnicos e sentenças muito longas podem dificultar a leitura do(a) recrutador(a), que tem a função de, com um rápido olhar, perceber se você é o(a) candidato(a) ideal para a vaga. 

6. Revise várias vezes

Erros gramaticais, ortográficos, de digitação e formatação, apesar de serem fáceis de corrigir, podem eliminá-lo(a) de um processo seletivo. Portanto, não deixe de realizar uma revisão aprofundada e verificar palavras repetidas ou erradas, pontuação, formatação, datas, cargos e números. 

Corretores automáticos on-line gratuitos e a opinião de um(a) amigo(a) ou familiar são ótimas ferramentas para ajudá-lo(a) nessa etapa. Outras sugestões para aumentar a sua percepção dos erros incluem ler novamente no dia seguinte ou depois de um longo intervalo, ler em voz alta e revisar o documento do fim para o começo 

7. Fique atento(a) à apresentação 

Capricho e cuidado são considerados para avaliar sua personalidade e compatibilidade com a vaga. Com isso em mente, lembre-se de que o currículo deve ter, no máximo, 2 páginas e estar formatado para facilitar a leitura do(a) recrutador(a). Logo, use fontes como Arial, Calibri e Times New Roman, em tamanhos 11 ou 12, na cor preta. Seções, margens, espaçamentos e marcadores também precisam estar padronizados 

Não há necessidade de escrever Curriculum vitae no topo da página nem de usar símbolos e logotipos, que podem prejudicar o seu desempenho caso a triagem inicial seja feita por meio de um algoritmo. Ao final, se possível, salve o documento em PDF, para que abra em todos os sistemas operacionais. 

Gostou das nossas 7 dicas para revisar o currículo antes de enviar? Compartilhe o artigo nas redes sociais e faça o conhecimento chegar mais longe! 

No Canal do Ensino, você também encontra: 

Boa sorte e até logo! 

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo