Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » 7 dicas para ler editais e manuais de vestibulares

7 dicas para ler editais e manuais de vestibulares

Olá, leitor(a)!  

O material elaborado para instruir estudantes que pretendem concorrer a uma vaga na universidade, geralmente, abrange todas as etapas do processo de seleção — mencionando datas, locais, documentos necessários e outras informações. Entretanto, por se tratar de um período decisivo na vida das pessoas, boa parte delas se preocupa muito mais com os conteúdos que compõem a prova do que com as regras para participar dela. 

Essa conduta pode se tornar um grande problema, fazendo até mesmo com que candidatos(as) aprovados(as) percam o direito de realizar a matrícula por não atenderem a algum dos critérios exigidos no manual. Para impedir que isso aconteça, e preparar nossos leitores e leitoras da melhor forma possível, nós listamos 7 dicas que vão ajudá-los(as) a ler editais de vestibulares de modo objetivo e eficiente.  

Editais e manuais de vestibulares 

Apresentando a mesma relevância de um contrato comercial, que exige cuidado e atenção com as regras descritas, os editais e manuais de vestibulares são documentos oficiais que as escolas de ensino superior estruturam para explicar sobre suas seleções. Assim, é responsabilidade do(a) estudante verificar quais são os requisitos para participar das provas e estar atento(a) às datas e solicitações exigidas.  

Nesse sentido, por exemplo, se o(a) aluno(a) se inscrever em uma categoria de ações afirmativas sem fazer parte dela, ele(a) será desclassificado(a) na etapa de comprovação e terá de aguardar um novo processo para tentar no grupo correto. Além de evitarem esse tipo de situação, esses documentos podem ser usados com o intuito de estudar para as provas com assertividade, afinal, eles também orientam sobre pontuação, método avaliativo, entre outras coisas.  

A fim de garantir que o(a) estudante tenha todas as informações de que precisa para pleitear uma vaga na instituição de interesse, o Ministério da Educação (MEC) estabeleceu a Portaria Normativa nº 40. Ela não só impõe às universidades o prazo máximo para a publicação de seus editais (15 dias de antecedência), como também determina os dados que devem ser divulgados: 

  • Cursos elegíveis no processo;
  • Habilitações, número de vagas disponíveis e turnos; 
  • Locais de oferta dos cursos; 
  • Prazo de vigência do processo seletivo. 

Geralmente, o formato dessas publicações não apresenta uma linguagem muito acessível, o que faz com que os(as) candidatos(as) tenham dificuldade durante a leitura. Pensando nisso, algumas instituições passaram a produzir manuais voltados para um público mais leigo, como é o caso, por exemplo, do Manual do Candidato da Fuvest — inclusive, a edição de 2023 já está disponível aqui.

7 dicas para ler editais e manuais de vestibulares 

Se você vai prestar vestibular para universidades que não fornecem um material informativo simplificado, não precisa se preocupar. Isso porque nós fizemos uma lista com 7 sugestões que vão ajudá-lo(a) a ler o conteúdo de editais e manuais de vestibulares de forma objetiva, independentemente da linguagem contida neles. Confira 

7 dicas para ler editais e manuais de vestibulares

Fonte: Reprodução

1. Enumere as informações mais relevantes

Como qualquer outro compromisso, prestar vestibular requer atenção sobre questões específicas. Assim, para não perder a oportunidade de pleitear a vaga dos sonhos, enumere as informações mais relevantes do edital: prazo e vigência do processo, taxas, quantidade de vagas, conteúdos abordados na prova, locais de aplicação, documentos necessários, tempo e regras da avaliação.  

2. Use a ferramenta de busca

Para obter os dados mencionados acima ou quaisquer outros que sejam importantes para você, o melhor método é usar ferramentas de busca rápida. Alguns arquivos já disponibilizam uma aba de pesquisa, geralmente marcada pelo ícone da lupa, mas também é possível usar o atalho do teclado Ctrl + F. Outra possibilidade é verificar os temas de interesse pelo sumário, disponível nas primeiras páginas dos documentos.  

3. Consulte os critérios de inscrição e seleção

Entre os assuntos mais importantes do edital, os critérios de inscrição e seleção são prioridades. Suponhamos que determinada faculdade tenha dividido suas vagas por processos seletivos distintos, como a USP costuma fazer com o SiSU e a Fuvest, e você não tenha verificado que, para o SiSU, só disponibilizaram vagas para grupos e cursos específicos. Você se inscreve, é aprovado(a), mas perde a vaga, por não fazer parte desse grupo. Logo, consultar esses requisitos evitará problemas no futuro.

4. Crie um documento com o cronograma divulgado

“Os atrasados do Enem” acabaram se tornando uma grande atração, que reúne pessoas para assistir aos(às) candidatos(as) que não conseguem chegar a tempo de realizar o exame. Independentemente da opinião sobre esse tipo de ação, é preciso entender que a pontualidade é extremamente importante em processos seletivos. Por isso, uma boa sugestão é criar o próprio documento, físico ou digital, com o cronograma completo fornecido pelos editais e estar sempre atento(a) às datas e aos horários.  

5. Veja as etapas e conteúdos do curso de interesse

A maioria dos vestibulares organiza seus processos por etapas, com avaliações de conteúdo geral para todos os cursos e provas específicas, dependendo do campo de atuação escolhido. Estudantes que possuem interesse em música, por exemplo, além de serem avaliados(as) por seus conhecimentos básicos, precisam demonstrar suas habilidades artísticas. Desse modo, é essencial conferir fases, especialmente quando são eliminatórias, e temáticas que serão cobradas para a aprovação.  

6. Esteja atento(a) às siglas e seus significados

Editais e manuais, como já mencionado, instruem candidatos(as) da melhor forma possível para evitar contratempos. Nesse sentido, boa parte deles são elaborados considerando os mínimos detalhes, como explicações sobre siglas que são usadas recorrentemente ao longo das páginas. Estar atento(a) a elas é muito importante, principalmente quando tratam do processo de inscrição e/ou matrícula. No edital da Fuvest, por exemplo, as vagas são separadas em 3 categorias: AC (Ampla Concorrência), EP (Escola Pública) e PPI (Pretos, Pardos e Indígenas).  

7. Salve os contatos disponibilizados para cada serviço

Mesmo com todas as dicas e informações necessárias, podem surgir algumas dúvidas ou adversidades que requerem o contato com as entidades responsáveis pelos vestibulares ou com as instituições. Dessa maneira, pesquise e salve os contatos de cada serviço que poderá acionar, como o departamento responsável pelo curso de interesse, o canal que presta suporte sobre a avaliação e/ou matrícula e a organização responsável pela aplicação das provas.  

Conteúdo extra 

A fase de estudos para ingressar no ensino superior pode ativar um senso de urgência que pressiona e sufoca. Isso porque, muitas vezes, enxergamos esse momento como “agora ou nunca” e adoecemos. Por essa razão, cuidar da nossa saúde física e mental é tão importante quanto se dedicar aos conteúdos que caem nos vestibulares.  

Para ajudá-lo(a) a aliviar um pouco do peso que esse período causa, nós recomendamos o podcast Estamos Bem?. Nele, os jornalistas Thiago Theodoro e Bárbara dos Anjos Lima propõem aos(às) ouvintes um mergulho no autoconhecimento, discutindo jeitos melhores e mais leves de viver. Destacamos 3 episódios para você conhecer, confira:  

  • #23 – Aquele Sobre Gestão do Tempo: esse programa é ideal para quem tem a sensação de que não está sabendo administrar o próprio tempo e acaba ficando ansioso(a) com isso. Para escutar, basta clicar aqui.  
  • #92 – Aquele Sobre Saúde Emocional: inspirado no livro Como Desenvolver Saúde Emocional (2014), de Oliver James, esse episódio defende que, embora não seja possível viver plenamente bem, podemos sofrer menos. Para escutar, clique aqui.  
  • #175 – Aquele Sobre Saúde Mental: esse programa segue a linha do episódio mencionado acima, cujo foco não é resolver todas as questões que envolvem nossa saúde mental, mas criar modos de lidar melhor com elas. Para escutar, clique aqui.  

Gostou das dicas? Então compartilhe nosso artigo com os(as) amigos(as) que também vão prestar vestibular 

No Canal do Ensino, leia também: 

Boa preparação e até logo!  

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo