Você está aqui:Home » Dicas » Idiomas » 7 dicas de como aprender francês com músicas

7 dicas de como aprender francês com músicas

Aprender francês com músicas ou melhorar suas habilidades por meio dessa ferramenta é bem possível. Isso porque, a familiarização com o idioma é a melhor maneira de se manter estudando em diversos momentos. Sendo assim, separamos essa série de dicas sobre como aprender francês com músicas e mais uma lista incrível com opções de músicas em francês para utilizar no seu aprendizado ou melhorar os seus conhecimentos de francês!

Olá, leitor!

Para quem está nos primeiros anos de aprendizado de francês, transformar todos os sons produzidos pelos falantes mais avançados ou nativos em palavras e frases coerentes, pode parecer um grande desafio, dada toda a complexidade dessa língua latina.

Porém, é possível encontrar um jeito muito prazeroso e, por que não dizer divertido, de treinar o seu ouvido para as lições de escuta.

Contudo, primeiramente, é necessário saber mais sobre como aprender ou melhorar suas habilidades no idioma de língua francesa por meio dessa ferramenta. Confira!

Como realmente aprender francês com música?

aprender_frances_com_musica_

Existem sete dicas para se conseguir aprender francês com músicas, sendo cada uma delas algo importante a se fazer quando se quer apender um idioma estrangeiro por meio dessa ferramenta.

Falaremos sobre essas sete etapas a seguir:

Estilo de música

Aprender algum idioma estrangeiro com diversão e desconcentração é uma das melhores formas de aprendizado. Aprender com música então, por si só, já traz diversos benefícios e entretenimento ao mesmo tempo em que se aprende.

Contudo, para melhorar e potencializar ainda mais o aprendizado, também é interessante escolher o estilo de música e artistas selecionados para aprender francês com músicas. Sendo assim, sempre escolha músicas que goste e que possui mais familiaridade.

Procure a letra da música

O segundo passo é buscar a letra da música. Com elas em mãos, você poderá lê-la e tentar compreender melhor as palavras francesas presentes nelas, identificando as que conhece ou então, aprender o básico de vocabulário para começar a aprender francês com música.

Cantar com e sem a letra da música

O próximo treino a ser feito é cantar a música com a letra, tentando entender o que é dito e a pronúncia das palavras. Contudo, quando se sentir confiante, deixe um pouco a letra da música de lado e tente cantar a música sem a letra em mãos, com a sua memória, sempre acompanhado da música original, é claro.

Traduzir a música

A tradução das suas músicas em francês favoritas é a melhor maneira de se familiarizar com as palavras do idioma de língua francesa, além de auxiliar o estudante a aprender o significado de diversas terminologias e expressões, ao mesmo tempo em que ele expande o seu conhecimento do vocabulário desse idioma.

Fazer o inverso também é um exercício a ser realizado, por exemplo, pegar aquela música que tanto gosta em língua portuguesa e ver como ela ficaria em francês!

Treino de audição

Após se familiarizar com algumas músicas em francês, depois de certo tempo de estudos e ganho de vocabulário, você pode começar a trabalhar os seus ouvidos. Escolha uma música que desconheça e a escute tentando identificar as palavras e expressões.

Ao tempo em que for avançando, você também pode tentar fazer a tradução mental da música simultaneamente enquanto a escuta.

Tente decorar a letra da música e cantá-la sozinho

Após treinar bastante, esse exercício pode ajudar os estudantes a destravar sua fala, ou seja, treinar suas habilidades de conversação e pronúncia.

Então comece selecionando suas músicas em francês favoritas para treinar e decorá-las para, em seguida, passar a cantá-las sem o auxílio da música, somente de cabeça.

Repetição

Variar os estilos de músicas e os artistas escolhidos é bem legal para conhecer sobre a cultura francesa e outras palavras e expressões desse idioma. Contudo, sempre opte por aquilo que goste, como dissemos antes.

Entretanto, para que essas etapas ocorram de forma eficiente, é necessário que haja um processo de repetição, ou seja, treinar bastante para se conseguir aprender francês com músicas.

Dicas de músicas em francês para aprender o idioma

Ouvir músicas em francês, além de ser divertido, ajuda o seu cérebro a começar a distinguir os sons da língua e até a melhorar a pronúncia e aumentar o vocabulário. Confira, abaixo, 21 sugestões de chansons para você praticar o francês relaxando.

1 – “Мon amour, mon ami”, de Marie Laforêt

Interpretada pela atriz e cantora Marie Laforêt, que foi musa dos anos 1970, “Mon amour, mon ami” ficou famosa por uma cena do filme “8 Mulheres”, de 2002, do qual ela também participa.

Como a melodia e as palavras são bem repetitivas, é fácil decorar a letra, e a pronúncia de Laforêt é clara e facilita a compreensão. Além disso, o aluno também pode, como complemento, assistir ao filme para praticar ainda mais.

2 – “Sympatique”, de Pink Martini

Na verdade, o Pink Martini é uma banda sediada nos Estados Unidos, mas eles têm algumas canções em francês, entre elas a “Sympatique”. Além de não ser muito complicada de entender, o clipe oficial da música é uma espécie de paródia de um livro didático de francês, trazendo vocabulário de um jeito engraçado e divertido.

A música ficou marcada pela frase “je ne veux pas travailler”. É uma música bem fácil de entender mesmo que não tenha a legenda.

Talvez o fato dos intérpretes não serem falantes nativos do francês tenha sido um facilitador ao aluno que ouve a música, pois os cantores também tiveram que passar pela experiência do aprendizado.

3 – “Les maudits français”, de Lynda Lemay

Essa é a preferida de quem vai viajar ao Canadá, na região de Quebec. Excelente para começar a entender as diferenças entre o francês comum e o québecois (que não são poucas e podem gerar certos embaraços), essa canção hilária é interpretada pela quebequense Lynda Lemay, fazendo referência não só às diferenças de linguagem como também de cultura entre o Quebec e a França.

4 – “Quelqu’un m’a dit”, de Carla Bruni

Ser modelo, cantora e ainda por cima primeira-dama da França não deve ter sido nada fácil para a italiana Carla Bruni no governo de Nicolas Sarkozy. Mesmo assim, ela parece ter dado conta do recado, pelo menos no quesito musical: “Quelqu’un m’a dit” é uma de suas músicas em francês que se tornou um sucesso internacional.

Embora a letra não seja das mais simples, ela pode te ajudar a ganhar vocabulário, entender algumas construções mais complexas e até treinar a compreensão de um francês mais coloquial, com mais sílabas faltando na fala. Carla também é a prova de que, qualquer um pode aprender a falar, com perfeição o francês, se praticar o suficiente.

5 – “Les cornichons”, de Nino Ferrer

Apesar de ser bem antiga, essa música é engraçada, não é difícil de entender e ainda tem uma melodia que se fixa na cabeça. Ela conta a história de alguns amigos que saíram para um piquenique, citando uma variedade enorme de vocabulário de comidas em francês. Parece ter sido feita para ensinar o idioma aos iniciantes.

6 – “En chantant”, de Michel Sardou

Michel Sardou é um cantor francês que fez sucesso nos anos 1970 e 1980 e, recentemente, voltou às rádios, graças à trilha sonora do filme “A Família Bélier”, composta, principalmente, por suas canções.

Esta, “En chantant” é ótima para entender tempos verbais como o gérondif, o imparfait e o passé composé. Essa indicação pode até contar como duas, se considerarmos que, além da versão original, existe uma adaptação, montada com o coral do filme.

7 –Douce France”, de Charles Trenet

Essa canção é interessante não apenas por ser um dos poucos clássicos de fácil compreensão como também pela sua história. Durante a 2ª Guerra Mundial, Charles Trenet já era um cantor famoso na França, mas nesse período, sua amizade com franceses judeus e homossexualidade declarada o levaram a ser acusado pelo governo colaboracionista e até interrogado pela Gestapo, na época da ocupação alemã. Nesse contexto, “Douce France” virou um hino da Resistência e símbolo da liberdade na França.

8 – Où est ma tête?, de Pink Martini

Mais uma composição dos americanos do Pink Martini. Assim como a outra já citada, essa música é muito fácil de se compreender. Para contribuir como o vocabulário do aluno, ela nos apresenta o nome de diversas partes do corpo.

9 – La Javanaise, de Serge Gainsbourg

A maneira lenta e extremamente bem pronunciada de Gainsbourg é sempre muito bem-vinda para os que estão aprendendo o francês.

10 – Non, je ne regrette rien, de Édith Piaf

Um clássico, até mesmo para os que não estão aprendendo francês. A cantora de 1,40m se torna em uma gigante com sua voz envolvente e com a música que se fixa bem no cérebro de quem a ouve.

11 – Sous le ciel de Paris, de Yves Montand

Yves Montand tem uma pronúncia calma em todas as palavras, fazendo o aluno buscar entender tudo o que o cantor diz, devido à sua música que flui no exato tom para captar toda a atenção do ouvinte.

12 – Que reste-t-il de nos amours?, de Charles Trenet

Uma música marcante e gostosa de acompanhar. Foi tema do filme “Beijos Proibidos” e foi regravada por diversos intérpretes, inclusive brasileiros, sendo a mais recente Maria Bethania.

13 – La fleur aux dents

Esta versão de Vincent Delerm com Katerine é mais uma música que ajuda a entender melhor o passado imperfeito, tempo verbal tão problemático para quem estuda a língua francesa.

14 –  Ton Héritage, de Benjamin Biolay

Uma música ótima para expandir o vocabulário. Tanto de palavras comuns quanto de expressões idiomáticas, como “de temps en temps”.

15 – Le coup de soleil, com a interpretação de Carmélia Jordana

Além de possuir uma voz maravilhosa, Carmélia ajuda a expandir o vocabulário de qualquer um que a ouça.

16 – Désir, désir, de Laurent Voulzy

Outra ótima canção para expandir o vocabulário. Com um destaque para a expressão “spleen”, presente apenas no francês, criada por Baudelaire, para descrever um estado de melancolia.

17 – Sous le vent – Garou e Céline Dion

A voz poderosa da canadense, vencedora do Eurovision, é destaque nessa canção. Mesmo aqueles com pouca prática do idioma podem entendê-la facilmente, dada a pronúncia clara dos intérpretes.

18 – Ça Ira – Joyce Jonathan

A música tem o ritmo certo para envolver o ouvinte, a repetição das frases e a pronúncia sem qualquer mácula, facilita na compreensão. Como se não bastasse, a música é bem divertida.

19 – Ces mots stupides, de Albin de la Simone e Jeanne Cherhal

Esta versão de Something Stupid (popularizada por Frank e Nancy Sinatra) feita pelo casal Albin de la Simone e Jeanne Cherhal, é super simples de entender.

É possível ao aluno ouvi-la pela primeira vez e compreender metade da música sem precisar recorrer ao Google. Tudo bem que não é exatamente a letra mais profunda do mundo, mas ajuda bem os iniciantes.

20 – Votre fille a vingt ans, de Georges Moustaki

Interpretada por várias pessoas ao longo dos anos. A versão do grego Georges Moustaki é mais clara e por muitos, tida como a mais bonita. A letra é um primor de beleza. Com o destaque para o versovous aviez embelli” que, por si só, já vale a música toda.

21 – Tous les visages de l’amour, de Charles Aznavour

Canção que se tornou popular pela versão em inglês, do canto americano Elviz Costello. Deppois de escutar a versão original, nota-se que Elvis não mudou muito a letra e que a música em francês é de fácil compreensão, logo na primeira audição, mesmo para os mais inexperientes no idioma.

Além das já citadas aqui, poderíamos colocar muitas outras canções, já que a França é extremamente profícua no que tange à produção cultural e, nesse caso, musical. Desde músicas pop como Kendi Girac, até o depressivo e mais difícil de se compreender Dirge.

Porém, o objetivo aqui é apresentar canções didáticas e de fácil compreensão, com o intuito de serem usadas como material de apoio para o aluno e entusiasta desse idioma tão belo.

Como pode ser notado, diversas vezes no decorrer do texto, muitas dessas músicas foram temas de filmes; então, como foi sugerido, é recomendado ao estudante que busque o filme onde estas músicas são apresentadas, como maneira de aumentar seu vocabulário e usos, tanto formal quanto informal do idioma.

Ainda nessa seara, muitas dessas músicas podem, facilmente, serem encontradas no Youtube, e seus clipes também atuam em conjunto com as canções, de forma a complementá-las.

Uma ótima alternativa àqueles alunos que possuem uma maior facilidade em fixar conteúdos por meio de um estímulo visual, em detrimento de um auditivo.

Até mais!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo