Você está aqui:Home » Dicas » Professores » 6 atividades que mais tomam tempo do professor e como minimizá-las

6 atividades que mais tomam tempo do professor e como minimizá-las

Olá,

Se você é professor, gestor educacional ou coordenador pedagógico com certeza já teve a sensação de que o tempo passa voando, de que as aulas terminam, o sinal toca e ainda ficou mais da metade das suas tarefas para concluir. Provavelmente, já olhou para o calendário e teve a sensação de ansiedade crescendo no peito, e na sua mente a certeza de que precisa de pelo menos o dobro do tempo para dar conta de todo o conteúdo do planejamento pedagógico.

O trabalho de educar é desafiador, dar aulas definitivamente não é apenas ficar numa sala de aula cheia de alunos por 50 minutos e ditar uma lição. O professor corre contra o tempo e precisa administrar toda uma rotina que a maioria das pessoas não percebem, mas que tomam tempo dentro e fora de sala de aula.

Os professores planejam aulas, corrigem as provas e as tarefas, reúnem-se com a direção e os pais de alunos e muitas outras atividades “invisíveis” para a maioria que não conhece os bastidores de uma instituição escolar.

Sem esquecer de mencionar os profissionais que trabalham em 2, 3, 4 lugares diferentes para ter uma renda razoável e precisam driblar o trânsito para se deslocar entre uma escola e outra, e administrar todas as urgências e rotina de cada instituição, e nos intervalos sua vida pessoal!

Se todas estas atividades não forem bem administradas, o professor não consegue cumprir seu principal papel por falta de tempo ou por já estar exausto, muito menos lhe sobra tempo para ter uma vida fora dos muros da escola.

Pensando na rotina desse profissional, nas atividades que tomam mais tempo do professor, preparamos um guia com dicas para minimizar o impacto negativo e com isso aproveitar melhor o tempo em sala de aula e fora dela.

Confira as dicas que preparamos para o professor:

3 atividades que tomam mais tempo do professor segundo a pesquisa Talis

Em 2013, um estudo realizado pela Talis* revelou que os professores brasileiros estão entre os que passam o maior número de horas por semana ensinando. São 25 horas semanais, 6 horas a mais do que a média dos 34 países pesquisados.

A pesquisa revelou que os professores brasileiros gastam 20% do tempo de aula na manutenção da ordem em sala. Essa média, nos países pesquisados é de 13%.

*Talis – A Pesquisa Internacional sobre o Ensino e Aprendizagem (Teaching and Learning International Survey) coleta dados comparáveis internacionalmente sobre o ambiente de aprendizagem e as condições de trabalho dos professores nas escolas. Fonte: INEP. Acesse a pesquisa Talis na íntegra pelo site do INEP.

No restante do tempo o professor brasileiro, segundo a pesquisa Talis, está resolvendo problemas burocráticos (13%) e por fim ministrando conteúdo (67%).

·         Atividades na sala de aula

Dentro de sala de aula, além de ministrar o conteúdo, o professor precisa administrar o tempo com burocracia e manutenção como: fazer chamada, apagar o quadro, distribuir atividades, recolher tarefas e exercícios. E ainda têm que lidar com o tempo perdido com indisciplina, investir tempo para engajar os alunos e para nivelar alunos com defasagem.

 

3 atividades fora da sala de aula que o professor se dedica

diminuir-tempo-professor

A pesquisa Talis não revelou muito sobre os bastidores fora de sala de aula, mas o professor investe muito de seu tempo para estudar, para preparar aulas, para correção de exercícios e correção de provas e também para atividades da instituição escolar. Veja os detalhes de como o professor distribui seu tempo entre as atividades abaixo:

·         Tempo do professor para preparar uma aula

Antes de o professor ministrar uma aula, ele precisa prepará-la, certo? Para ministrar uma aula de 50 minutos um professor dedicado leva em torno de duas a três horas no seu preparo, que envolve atividades como leitura do material de apoio, resumo, preparo de exercícios, preparo de uma apresentação para data show etc.

Mesmo se considerarmos que os temas se repetem nos semestres, os professores precisam revisar o conteúdo, atualizá-lo, reler textos e planejar coisas novas.

Seguindo esse raciocínio, para cada 8 horas de jornada de um professor, ele investe em media 24 horas no preparo.

+ Aprenda como montar um plano de aula em 5 minutos

·         Tempo do professor para corrigir provas e atividades

A cada bimestre e final de semestre letivo o professor enfrenta a maratona de aplicar provas e de corrigi-las depois fora do horário da aula.

Um professor investe cerca de 15 minutos para corrigir bem uma prova mais estruturada e cerca de 8 minutos para uma prova mais curta.

Considerando isso, por exemplo, se um professor tiver 100 alunos num semestre, são 1500 minutos ou 25 horas por prova ou no mínimo 14 horas de correção para provas mais curtas. Se o professor precisar aplicar pelo menos 3 avaliações no semestre, serão no mínimo 42 horas dedicadas só para esta atividade.

·         Tempo do professor para outras atividades acadêmicas

Fora da sala de aula os professores participam de diversas atividades acadêmicas, que envolvem reuniões pedagógicas, reuniões com pais, eventos da escola, orientação de alunos, participação de bancas, projetos de extensão, pesquisas, escrevendo e publicando artigos, preenchendo documentos e relatórios, estudando etc.

Gestão do tempo do professor

tempo-professor

·        Como minimizar o tempo do professor gasto com burocracia?

Investir em tecnologia

Atualmente há várias soluções tecnológicas que podem substituir o momento da chamada, como monitoramentos de presença baseado em sistemas e aplicativos que possibilitam registros informatizados. E neste caso, o suporte precisa ser oferecido ao professor para que tenha uma estrutura escolar que otimize atividades burocráticas, como preenchimento de cardenetas de chamadas e prontuários de alunos.

Porém nem sempre é possível eliminar atividades burocráticas, mas elas podem ser minimizadas com um pouco de organização e planejamento.

O professor pode organizar livros, papéis e projetos em arquivos digitais, o que torna as atividades de planejamento mais fáceis e também possibilita que o conteúdo seja compartilhado entre professores, gestores e alunos.

Aqui no Canal do Ensino já compartilhamos várias dicas para facilitar a vida dos professores, confira os artigos:

 

·        Como minimizar o tempo do professor gasto para manter a ordem?

Invista na comunicação

Diminuir a bagunça e aumentar atenção do aluno são tarefas difíceis, que exigem bastante energia dos professores. A melhor maneira de minimizar o tempo gasto para manter a ordem é construir um canal de comunicação positiva com os alunos.

Procure resolver problemas de indisciplinas e discussões entre os alunos o mais breve possível, pois isso diminui as chances da bagunça aumentar. Trate assuntos de indisciplina individualmente com os alunos envolvidos e assuma sempre o papel de mediador.

Aborde os alunos com uma postura firme, porém que possibilite o diálogo, faça questões com um tom positivo, use perguntas como “Como posso te ajudar a …?” e “Você está com dúvidas sobre… ?”.

Para os alunos mais indisciplinados e quando a tensão for maior, ouça o agredido e o aluno agressor, medie o diálogo e promova a conscientização das consequências de seus comportamentos. Vale também investir em debates para propor soluções, tirando o foco do aluno, e focando no comportamento que precisa ser mudado.

Abordamos esse tema em outro artigo aqui do Canal do Ensino: Educar e respeitar: metas dos professores para a educação.

Se prepare para o que sempre se repete

O professor pode prever como os alunos reagirão em sala, pois tem eventos que sempre acontecem como: um aluno ser bem mais rápido do que os colegas e ficar ocioso, os grupamentos que não se entendem, alunos com deficiências e alunos que estão adiantados.

Para lidar com todas essas coisas que sempre se repetem vale investir o tempo do professor em sala de aula para algumas atividades:

  • Faça intervenções individuais, passando pelas mesas para atender e compreender melhor os alunos;
  • Permita que os alunos formem grupos espontâneos com colegas que tem mais afinidade e depois pergunte ao grupo o papel de cada integrante, isso possibilita maior interação;
  • Prepare atividades e materiais de leitura para aqueles alunos que terminarem mais rápido;

Há, no entanto, imprevistos, e nestes casos, o que vale é a experiência do professor e seu jogo de cintura. Invista em fazer um registro e fazer uma reflexão sobre as intervenções que deram certo, e o que não trouxe resultados, compartilhe com a coordenação pedagógica e invista na melhoria da sua prática em sala de aula.

·        Como otimizar o tempo do professor fora da sala de aula?

Planeje sua rotina escolar

Conheça e siga conteúdo programático da escola, observe a sequência dos assuntos a serem trabalhados em cada bimestre ou trimestre, aproveite para recuperar materiais já ministrados, trocar materiais com professores da mesma disciplina, invista em trabalhos interdisciplinares, apresente seu plano ao gestor, revise e proponha mudanças.

Reserve um dia da sua agenda para planejar sua rotina da escola e suas aulas. Procure planejar as aulas para pelo menos um mês, e tenha o hábito de rever o planejamento pedagógico e alinhar com os objetivos da instituição de ensino.

Antes da aula invista seu tempo para torná-la mais envolvente:

  • Prepare como será o roteiro da aula;
  • Insira um elemento surpresa para tornar a aula mais dinâmica;
  • Reflita sobre o aluno, se coloque no lugar dele;
  • Utilize atividades com vídeos, e atividades extra classe em plataformas interativas, isso irá reduzir o volume de trabalhos e tarefas para corrigir em casa.

Veja outros artigos do Canal do Ensino que ajudam o professor no planejamento:

Invista em você

Procure investir em atividades que aumente seu nível de energia e disposição, isso reduzirá o estresse da jornada escolar.

Aprenda a dizer não e respeite seus limites. Se algum gestor propor atividades extras ou que não estejam alinhadas com os objetivos da sua função, converse e exponha com clareza seus argumentos para não aceitar.

Confira mais dicas aqui do Canal do Ensino para minimizar o estresse e aproveitar melhor seu tempo:

Muitas mudanças não acontecem como gostaríamos nas instituições e escolas do Brasil, o que vale é focar nossos esforços em mudar nossa atitude e aproveitar melhor nosso tempo.

Essa consciência e postura com certeza irá repercutir nos bastidores e fazer grande diferença.

Sucesso! Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2017 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo