Você está aqui:Home » Dicas » Professores » 5 Filósofos que revolucionaram a educação

5 Filósofos que revolucionaram a educação

Olá,

A educação é algo que pode ser modificada por diversos profissionais de várias áreas. Em geral professores que desejam tornar o aprendizado mais adequado e eficiente, transformando a sociedade em um lugar melhor através da educação. Matemáticos, físicos, sociólogos, filósofos. Todos eles se misturam quando o ideal do ensinamento é a máxima, um dos maiores objetivos de vida.

Os filósofos são uns dos principais modificadores da educação, sempre objetivando compreender melhor o funcionamento do aprendizado. Estipulando melhores maneiras de ensinar, para que as crianças, os jovens, os adultos, sejam pessoas melhores e mais capazes de lhe dar com o mundo, tornando-o cada vez mais próspero e menos corrupto.

Este artigo apresentará 5 filósofos que não só modificaram, mas que revolucionaram a educação. As suas maneiras tentaram transformar e combater ideias opressoras e ultrapassadas.

Conheça cinco pessoas que revolucionaram a educação

1 – Juan Amos Comenius

O primeiro desta lista também é o mais antigo dela. Viveu durante um período bastante medieval, principalmente no centro da Europa. Alguns chamam Comenius de pai da dialética moderna, era um pensador a frente de seu tempo. Compreendia as dores da miséria e da perda, por esses motivos tentou a todo custo mudar o mundo pelo jeito correto, transformando para melhor a vida das gerações futuras.

Juan Amos deixou mais de 200 obras, mas seu principal feito para a educação está registrado na “Didática Checa” (1627). Em suas obras, ele deixou claro suas ideais sobre a educação desde a infância até o pós-universitário. Desejava formar pessoas críticas, “pessoas” porque em uma época onde apenas os nobres e o clero tinham acesso à educação, Comenius pregava a sabedoria para todas as classes sociais e gêneros.

2- Jean-Jacques Rousseau

O homem do “O Contrato Social”, um dos livros mais estudados pela filosofia e sociologia. Em sua obra mais famosa, Rousseau dizia que o homem se tornou corrupto quando foi inserido na sociedade moderna. A civilização destruiu o ser “puro” que estava em estado de natureza. Ainda dizia que o homem nasce livre da “sujeira”, que se transforma quando habita o social.

Talvez por isso Jean-Jacques tenha tido tantos ideais para a educação. Sabia que através dela poderia mudar o panorama da sociedade. Rousseau diz em suas obras que a criança não deve ser tratada como adulta e que cada fase da vida tem suas particularidades, suas características únicas e sabendo disso é que se deve trabalhar seu aprendizado.

3 – Johann Heinrich Pestalozzi

Pestalozzi viveu um drama pessoal feito por uma sociedade que promove a luta entre pobres e ricos. Johann acreditava que a educação era capaz de tirar o homem da selvageria, transformando-o em algo maior. Ainda afirmava que o lar era o melhor lugar para a educação e que uma escola deveria se parecer com ele, pois assim seria confortável ensinar de forma eficaz e prática.

4 – John Dewey

Um expoente, ou o maior deles, na educação pragmática. Dewey dizia que a ideia só serve se conseguirem ser colocadas na prática. Um ensinamento de nada vale se não for acoplado em seu dia a dia. John queria que a educação trabalhasse o raciocínio dos alunos e seus espíritos críticos.

5- Anísio Teixeira

No Brasil, Anísio atuou no campo da educação no início e metade do século XX. Prezava o intelecto, contrapondo seus pensamentos ao ensinamento de memorização. Objetivava a capacidade de julgamento. Defendeu no país o ensino gratuito, público, laico e obrigatório.

E você conhece outros filósofos que revolucionaram a educação? Conte para nós!

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo