Você está aqui:Home » Dicas » Artigos » 3 principais desafios do coordenador pedagógico

3 principais desafios do coordenador pedagógico

Olá, leitores do Canal do Ensino!

Hoje em dia, o papel do coordenador pedagógico nas escolas e tão importante quanto o do professor. Afinal, é ele que gerencia o projeto pedagógico, forma o corpo docente e até mesmo, transforma o ambiente escolar. Só que ele ainda tem de lidar com obstáculos que testam seus limites todos os dias. Conheça os 3 principais desafios do coordenador pedagógico.

Aqui no Brasil, sem plano de carreira específico, sem formação adequada, com demandas diversas que o desviam da função, o coordenador pedagógico enfrenta, ainda, diversos tipos de pressão, principalmente devido à falta de planejamento.

Função do coordenador pedagógico

Nos documentos legais e nos estudos acadêmicos, a discriminação das funções do coordenador pedagógico é muito clara, mas a prática é bem diferente do que o descrito no papel. A falta de clareza do próprio coordenador sobre suas responsabilidades ajuda a acentuar o desvio de sua prática profissional.

A falta de formação específica para o cargo seria, então, o primeiro obstáculo a ser superado. O coordenador se vê diante do desafio de buscar sua própria formação teórica, sob a necessidade de se especializar constantemente.

Uma das funções do coordenador pedagógico é potencializar o repertório dos professores a favor da aprendizagem das crianças e jovens.

De acordo com Vera Placco, professora da pós-graduação em psicologia da educação na PUC-SP, esse profissional deve ter um perfil apoiado em três pilares: ser um formador, um articulador e um transformador. Formador porque vai ajudar o corpo docente a se aprimorar; articulador porque vai orientar as pessoas, os processos de aprendizagem e o projeto pedagógico da escola; e transformador porque visa incentivar – ou até mesmo provocar – a todos na escola a buscarem avançar constantemente.

Mas embora a necessidade da gestão democrática seja conhecida e debatida há três décadas, o desafio prático ainda se faz presente, sobretudo quanto a se criar um tempo para encontros e elaborações coletivas, pois elas exigem “negociações, enfrentamento de conflitos, superação de vaidades e cultivo da escuta”.

O resultado é que, quando os obstáculos são superados, todos se beneficiam. Funcionários e professores que são ouvidos estarão mais predispostos a ouvir seus alunos dentro da sala de aula, promovendo um aprendizado mais interativo e significativo.

Desafios do coordenador pedagógico

1- Formação Continuada

  • Estar aberto ao diálogo
  • Levantar questões junto aos docentes
  • Instituir devolutivas como uma constante
  • Abandonar a “fiscalização” de salas de aula
  • Dar palavra aos professores durante reuniões
  • Destacar os acertos para só então tratar dos problemas
  • Fundamentar teoricamente suas observações
  • Definir os instrumentos que vão guiar o seu acompanhamento
  • Ajudar os professores na reflexão de sua prática, com atitude parceira
  • Variar as formações com temas que extrapolem o âmbito pedagógico

2- Relação com as famílias

  • Entender a lógica das famílias: para muitas, ainda há uma visão distorcida dos papéis da escola
  • Evitar situações de embate
  • Trabalhar educativamente, também com os adultos
  • Trazer a família para o centro da escola
  • Envolver os pais em eventos relacionados aos projetos desenvolvidos em sala de aula
  • Aproximar a família dos processos de aprendizagem das crianças
  • Ter abertura para escutar, mas nunca ferir o projeto pedagógico da escola

3- Avaliação externa

  • Relativizar os resultados – eles não são uma sentença final
  • Levar as informações aos professores, mas ao mesmo tempo escutá-los
  • Escapar da lógica do ranqueamento e da padronização
  • Articular ações que fortaleçam práticas pedagógicas que promovam a autonomia e a criatividade
  • Buscar caminhos próprios com a equipe
  • Estimular a gestão democrática
  • Manter um bom relacionamento interpessoal, lembrando que a equipe gestora não tem posições iguais
  • Buscar posições coincidentes sobre a importância de ensinar e aprender e do papel da escola
  • Estar aberto ao diálogo, respeitando as diferentes funções
  • Valorizar o trabalho dos outros membros da equipe

A conclusão é a de que, com diálogo, trabalho em equipe e clareza de funções, é possível, sim, que o coordenador pedagógico consiga cumprir suas funções reais e que, apesar de tantos problemas, o papel desse profissional está cada vez mais fortalecido e ganhando reconhecimento dentro da escola.

Até mais.

Fonte: site Revista Educação

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo