Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » 25 dicas para melhorar o aproveitamento das aulas

25 dicas para melhorar o aproveitamento das aulas

Olá, leitor!

Para melhorar o seu aproveitamento das aulas o estudante precisa, acima de tudo, manter sua concentração sempre presente e possuir disciplina. Contudo, mesmo assim, muitos sentem dificuldades em assimilar alguns conteúdos. Para ajudá-los nessa questão, separamos uma série de dicas sobre como melhorar o aproveitamento das suas aulas e dos seus estudos.

Cada pessoa tem um jeito diferente de aprender. Mas, mesmo assim, o aprendizado passa por caminhos comuns a todos. Abaixo, apresentamos 25 dicas para ajudar os alunos a melhorar seu aproveitamento. Confira!

25 dicas para melhorar o aproveitamento das aulas

25-dicas-para-melhorar-o-aproveitamento-das-aulas

1 – Atente-se às explicações

Fique atento à explicação do professor. Diversas vezes, uma aula bem absorvida pelo aluno, acaba representando um menor tempo de estudo em casa.

2 – Seja ousado

Questione, faça perguntas, construa opiniões e, sempre que puder, compartilhe. Construa um conhecimento crítico, buscando a verdade. Não se preocupe com o que seus colegas vão falar ou pensar. Caso prefira, espere a aula terminar ou chame seu professor para conversar, expondo suas dúvidas, ideia, sugestões ou mesmo críticas. Algo que prejudica qualquer relacionamento é a falta de comunicação. Evite que isso aconteça no ambiente acadêmico.

3 – Revisão

Em casa, sempre que for possível, revise os conteúdos das aulas assistidas, mesmo que não esteja em época de provas. Isso permitirá a você a construção efetiva do seu conhecimento, o que levará a uma compreensão mais abrangente dos conteúdos e não somente memorização momentânea e mecânica dos mesmos.

4 – Use uma agenda

Crie uma lista de tarefas. A função é a mesma, fazer com que você evite perder prazos de entrega de trabalhos, provas ou outros eventos importantes.

5 – Organize sua lição de casa

Não adianta nada se esforçar para entregar as lições de casa corretas e no prazo e esquecê-las em casa. A fim de evitar esse tipo de transtorno, reserve um lugar específico em seu quarto, sala de estudos ou outro local que o valha, para colocar essas lições, evitando assim que elas sejam perdidas ou mesmo esquecidas no dia de entrega.

6 – Use cores para se organizar

Fazer uso de um sistema de cores, pode vir a ser muito útil quando você for se organizar com mais clareza. Você pode por exemplo, usar uma cor diferente para cada matéria ou tons diferentes para a urgência de cada conteúdo. Vale também destacar, quais conteúdos precisam ser focados e quais já estão bem fixados no cérebro.

7 – Tenha um ambiente de estudos

Da mesma forma que suas lições feitas necessitam de serem guardadas num lugar específico, os seus estudos também precisam ocorrer em algum ambiente específico. Pode ser o mesmo no qual você reserva às suas lições de casa, desde que seja possível a você se concentrar com mais facilidade e dispor de todos os materiais necessários para completar suas tarefas.

8 – Prepare-se para as provas

Além de estudar os conteúdos das matérias, outro fator a ser considerado é o limite de tempo estabelecido para se realizar uma prova. Uma dica legal é: numa prova contendo perguntas curtas e uma redação, você tem que equilibrar o tempo das questões, para que assim, consiga produzir o texto de uma maneira mais tranquila. É importante também se lembrar que seu desempenho pode ser afetado pelo próprio fato de você estar sendo avaliado. Por isso, é importante, também, aprender a lidar com o estresse. Um bom preparo prévio é de grande ajuda, nesses casos.

9 – Conheça o seu tipo de aprendizado

Como foi mencionado acima, cada um possui um tipo de aprendizado diferente. Algumas pessoas entendem melhor lendo, outros absorvem melhor o conhecimento escrevendo, outros ouvindo e outros aplicando o conteúdo da aula em alguma atividade. Descobrir a sua melhor opção pode aumentar em muito, o seu rendimento escolar.

10 – Faça anotações

Anotar algumas observações durante as aulas e durante os estudos é muito importante. Elas vão te ajudar a memorizar os conteúdos e também, a fazer pequenos resumos do conteúdo que pode vir a ser cobrado em provas futuras. Além disso, podem servir como material para contar as coisas que o professor falou em sala, mas que não está em meio aos conteúdos dos livros ou do que foi escrito na lousa.

11 – Combata a procrastinação

Procrastinação é o péssimo hábito que as pessoas têm de adiar suas responsabilidades o máximo possível para, assim, não ter de lidar com elas. Porém, essa atitude prejudica, em muito, o seu rendimento escolar, pois te leva a acumular várias tarefas, das mais diversas matérias, num período muito curto para entregá-las de forma satisfatória.

12 – Cuide da sua saúde

Nossa mente não funciona em separado do nosso corpo. Estudos comprovam que a prática de exercícios físicos aumenta o rendimento escolar. Se você enfrenta um excesso de cansaço, não dorme com regularidade e tem maus hábitos alimentares, pode estar prejudicando seu desempenho em diversas áreas, inclusive a escolar. Cuide bem de sua saúde, pois ela é fundamental, não apenas para seus estudos, mas em todos os aspectos da sua vida.

13 – Estabeleça um cronograma e uma rotina de estudos

Isso é importante para evitar que ocorram situações de desvios do objetivo de aprender. Estabeleça sua rotina de buscar consultas nos meios digitais, para complementar suas tarefas e conhecimento. Passe a estabelecer metas de aprendizado e horários para que isso possa ocorrer com mais facilidade.

14 – Respeite seus limites

Não exceda a capacidade de aprendizado. É importante sempre se superar, para crescer cada vez mais. Porém, saiba respeitar seus limites, para que não ocorra um processo de estafa e desânimo.

15 – Forme grupos de estudo

Sejam eles com seus colegas de classe ou mesmo em fóruns de discussão online de estudantes. Trocar experiências, dúvidas e conhecimentos faz com que todos aprendam. Mas compartilhar seu aprendizado, faz com que o conhecimento que você já possuía se fixe melhor em seu cérebro.

16 – Faça atividades complementares

Sempre que possível. Além de muitas das vezes, elas contarem pontos em sua nota final, elas melhoram seu rendimento nas atividades obrigatórias. Além de, claro, poder a vir lhe fornecer conhecimentos novos sobre determinados assuntos.

17 – Busque atividades de lazer

Pode parecer estranho mencionar, entre as dicas, que você deve buscar momentos de distração. Mas, assim como a prática de exercícios físicos, a prática de lazer ajuda a preparar sua mente para os estudos. Um dos maiores obstáculos na vida moderna é conciliar a qualidade de vida com os objetivos profissionais ou de aprendizado, por isso, é importante não deixar que uma dedicação intensa ou mesmo uma rotina estafante sufoque o seu bem-estar.

18 – Melhore sua memória

Atualmente, existem diversos livros e cursos que prometem milagres para sua memória. Porém, dicas simples como melhorar seu foco, evitar sessões de estudo desorganizadas e estruturar seu tempo de estudo, são bons modos de começar. Procure fazer exercícios para melhorar seu foco e sequências de passos para resolução de um problema.

19 – Continue aprendendo e praticando coisas novas

Uma forma, totalmente garantida de aprender com maior facilidade, , simplesmente continuar aprendendo coisas novas, sempre que possível. Pessoas que aprenderam a fazer atividades com as mãos aumentaram a sua memória visual, por exemplo. Porém, quando esses indivíduos param de praticar essa habilidade, esse aumento de memória visual tende a regredir.

Então, se você estiver aprendendo um novo idioma, por exemplo, é importante continuar praticando-o para manter esse aprendizado sempre em dia. Esse fenômeno “use-o ou perca-o” envolve um processo cerebral conhecido como “poda”. Certas conexões cerebrais são mantidas, enquanto outras, não usadas, são eliminadas. Por isso, é preciso usar, continuamente, tudo que aprendemos para que aquilo continue vivo em nossa mente.

20 – Aprenda de formas variadas

Esforce-se para aprender de formas diferentes. Em lugar de ouvir uma aula em áudio, por exemplo, que envolve apenas o sentido da audição, encontre formas de repassar a informação de forma visual ou verbal.

Você pode fazer isso, também, descrevendo aquilo que você aprendeu para um amigo, tomando notas, ou desenhando um esquema ou mapa mental. Ao aprender de formas diferentes o mesmo conteúdo, você fixa melhor aquilo em seu cérebro.

Quanto mais regiões do cérebro armazenarem dados sobre um determinado assunto, mais interconexões haverá. Essa aparente redundância significa que o estudante terá muito mais chances de resgatar aquelas informações espalhadas por todo seu cérebro, quando for aplicar aquele conhecimento em uma questão individual. Essa referência cruzada de informações, significa que nós realmente aprendemos e não simplesmente decoramos.

21 – Utilize aprendizados antigos para facilitar os novos

Outra maneira fantástica de se aprender mais rápido e melhor, é fazendo relações, ou seja, associar novas informações com coisas que você já sabe, construindo conhecimento da mesma maneira que você acrescenta um novo andar a um prédio.

Por exemplo, se você está aprendendo sobre Romeu e Julieta, você pode associar o que você está aprendendo sobre a peça com aquilo que você já sabia sobre Shakespeare, o período histórico em que o autor inglês viveu e outras informações relevantes.

22 – Ganhe experiência na prática

Para muitos de nós, aprender costuma ser uma prática que envolve ler livros, assistir aulas e fazer pesquisas na internet ou biblioteca da escola. Logicamente que todas estas formas têm a sua importância. Porém, praticar efetivamente novos conhecimentos, pode ser uma das melhores formas de aumentar o seu aprendizado.

Se você está tentando adquirir uma nova habilidade, faça tudo que for possível para ganhar experiência prática nela. Se for um esporte ou atividade física, pratique regularmente. Se está aprendendo um novo idioma, pratique conversando com outra pessoa, seja ela mais experiente ou que também esteja aprendendo.

23 – Procure soluções ao invés de se esforçar para lembrar a resposta

Obviamente, o aprendizado não é um processo perfeito. Às vezes nos esquecemos de detalhes sobre coisas que já aprendemos.

Quando você se encontrar com dificuldades para se lembrar de pequenas quantidades de informação, a melhor coisa a fazer é simplesmente olhar a resposta correta. Pode parecer estranho, porém, quanto mais tempo você gastar tentando resgatar a resposta, maior será a possibilidade de você esquecê-la novamente, no futuro.

Isso porque, essas tentativas de relembrar informações previamente aprendidas, na verdade, resultam no aprendizado de um estado de erro ao invés da resposta certa.

24 – Use as provas para maximizar seu aprendizado

Pode parecer que passar mais tempo estudando é uma a melhor forma de aumentar o aprendizado. Entretanto, fazer provas, na verdade, ajuda muito mais a lembrar aquilo que aprendemos, mesmo que determinado conteúdo não seja avaliado.

Alunos que estudam e são submetidos a uma prova, conseguem lembrar por mais tempo dos conteúdos, mesmo que eles não tenham caído na prova. Já aqueles alunos que não são submetidos a nenhum teste, tem um desempenho comparado, significativamente, pior.

25 – Pare de fazer tudo ao mesmo tempo

Por muitos anos, acreditou-se que as pessoas capazes de realizar diversas tarefas ao mesmo tempo tinham alguma vantagem sobre as outras. No entanto, fazer muitas coisas ao mesmo tempo torna o aprendizado menos efetivo.

Pessoas tendem a perder quantidades significativas de tempo mudando entre as tarefas e perdem ainda mais tempo, conforme elas ficavam mais complexas. Mudando, continuamente, de uma atividade para outra, você aprende mais devagar a tornar-se menos eficiente e comete mais erros. É a prova conclusiva de que ouvir música ou assistir televisão ao mesmo tempo em que faz a lição de casa pode atrapalhar muito seu aprendizado.

Comece a focar sua atenção em apenas uma tarefa por vez e continue trabalhando nela durante um tempo determinado por você.

Até breve!

comentários (1)

  • Rosangela Maria de Oliveira

    Hoje é o primeiro dia que visito o site Canal do Ensino, além é claro de aprender DE MANEIRA SIMPLES e maneira legal de aprender.

    Adorei as dicas. ja estou aqui guardando não só para minha experiência, mas também para compartilhar e desfrutar de ler quantas vezes for necessário até eu realmente conseguir praticar estas dicas.

    MUITO BOM MESMO

    Responder

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo