Você está aqui:Home » Dicas » Idiomas » 15 dicas para ser um poliglota e aprender qualquer idioma mais rápido

15 dicas para ser um poliglota e aprender qualquer idioma mais rápido

Olá, Leitor!

Ficamos impressionados quando conhecemos alguém que pode falar mais de uma língua, mas algumas pessoas vão muito além de falar dois ou três idiomas e se tornam poliglotas.

Embora pareça impressionante num país em que predomina um idioma, o multilinguismo é bastante comum em muitas culturas. Por exemplo, na Irlanda há várias pessoas bilíngues (irlandês e inglês), no Quebec tem muitos que falam francês e inglês, a Catalunha tem nativos espanhóis e catalães, na Europa em geral há muitas pessoas que falam 3 ou mais línguas com bastante fluência.

Mas você pode ser um poliglota mesmo sem ter nascido num país em que se fala vários idiomas, e também não depende de nenhum tipo de talento especial para isso.

Para se tornar um poliglota você precisa usar as técnicas de estudo corretas e uma boa dose de motivação. Selecionamos 15 dicas que farão a diferença para que aprenda qualquer idioma mais rápido e se torne um poliglota.

O que é ser um poliglota?

poliglota_e_aprender_qualquer_idioma

Um Poliglota, é uma pessoa que pode falar várias línguas, que seja fluente em pelo menos quatro ou mais idiomas.

Atualmente utiliza-se também o termo Hiperpoliglotas para definir os poliglotas que se comunicam em mais de 6 idiomas. Este termo foi utilizado pelo linguista britânico Richard Dick Hudson que popularizou o termo desde 2003.

Conselhos para se tornar um poliglota

1 – Escolha quais idiomas quer aprender para ser um poliglota

Aprenda o idioma que mais gosta

Qual é o idioma que você mais tem afinidade? Você gosta da cultura? O que te atrai nesta língua?  Começar por ela pode te motivar e proporcionar avanços mais rápidos na fluência.

Aprenda idiomas úteis para sua vida

Um idioma pode ser útil para você por vários motivos, considere  avaliar a relevância de aprender um idioma considerando sua carreira e mercado de trabalho, afinidade com a cultura, motivos familiares ou para estabelecer contato com amigos estrangeiros,  ou ainda pela possibilidade de fazer novos contatos, pelo quanto o idioma é utilizado no mundo e também pela quantidade de pessoas que falam o idioma.

Aprenda uma língua mais próxima dentro de uma família de idiomas

Você já deve ter ouvido falar que uma língua tem família. Pois é verdade, cada língua tem origem num língua mãe e outras línguas irmãs.

Uma boa estratégia para ser um poliglota é escolher idiomas de uma mesma família primeiro.

Isso porque o seu vocabulário e gramática apresentam estruturas semelhantes, o que facilita aprender mais de uma língua dentro de uma família de idiomas.

Por exemplo, você pode aprender primeiro Esperanto e depois Espanhol e Francês. Ou Inglês e depois Holandês, Alemão e Sueco.

Você pode encontrar informações sobre a família de um idioma, para escolher qual irá aprender primeiro e os seguintes. Confira aqui um infográfico muito interessante de árvores de famílias de idiomas que foi criada por Minna Sundberg.

2 – Domine o básico de uma língua primeiro

Independente do idioma que escolheu para começar, para se tornar um poliglota é importante construir uma base sólida. Invista nos princípios básicos como, o alfabeto do idioma alvo, os números 1-100, substantivos essenciais e principais verbos e aprenda a construir frases simples.

Dedique-se em obter uma pronuncia correta para evitar o desenvolvimento de maus hábitos que são difíceis de eliminar depois.

Depois de criar uma base sólida do novo idioma, você já terá acumulado centenas de palavras e começará a trocar frases curtas e responder a perguntas. Continue construindo seu vocabulário  e se aprofundando no idioma.

3 – Aprenda um idioma por vez

Existem pessoas que conseguem aprender duas (ou mais) línguas simultaneamente. Porém a maioria encontra dificuldades, o que torna o processo para obter fluência muito mais demorado. Existe o risco de confusão em misturar os idiomas. Recomenda-se focar em determinada língua e dar a atenção necessária.

4 – Estabeleça um plano eficiente para ser um poliglota

Para aprender um novo idioma você precisa de um plano para avançar e se tornar um poliglota.

Defina para si mesmo, qual seu objetivo para aprender um idioma novo. Analise o tempo de investimento necessário para o processo de aprendizagem e também estabeleça um prazo para dominar o idioma.

Outro fator importante para o seu plano dar certo é analisar e providenciar os recursos. Por exemplo, quais sites, livros ou aplicativos você pode usar para aprender o idioma?

5 – Estabeleça metas e comemore ao longo do caminho

Depois que você estabeleceu seu plano com objetivos bem definidos, é importante estabelecer marcos de aprendizado ao longo da sua jornada para se tornar um poliglota. E quando alcançar cada meta comemore seu avanço, isso irá mantê-lo motivado.

Por exemplo, você pode estabelecer a meta de aprender a como se apresentar e entender textos fáceis nos primeiros 3 meses (marco 1). Depois você pode estabelecer um segundo marco, com a meta de conversar com um nativo pelo menos uma vez por semana nos próximos 3 meses (marco 2). Finalmente, você pode colocar a meta de escrever alguns textos e pedir para um nativo revisar.

6 – Encontre parceiros para sua jornada para se tornar um poliglota

Um dos melhores recursos para aprender um idioma é conversando com um nativo.  O aprendizado fica muito mais divertido e interessante, você pode fazer amigos e conhecer pessoas diferentes.

Para estabelecer um nível básico de conversação, você não precisa necessariamente aprender mais de 2000 palavras para depois começar um bate-papo. Invista em dominar primeiro os 10 verbos mais utilizados e até 10 palavras por categoria (país, cultura, comida, passatempos, etc.) e então encontre um parceiro.

Veja aqui 6 sites que ajudam a encontrar estrangeiros para praticar idioma.

7 – Inspire-se em outros poliglotas para se tornar um

Aprenda dicas e se inspire com poliglotas famosos. Pesquise sua biografia e o que eles compartilham sobre suas experiências para dominar várias línguas. Veja alguns exemplos abaixo:

Celebridades poliglotas

Se você gosta de filmes da serie O Senhor dos Anéis e Star Wars irá se lembrar do ator Christopher Lee. Ele fala 8 idiomas: inglês, italiano, francês, espanhol, alemão, russo, grego e sueco.

O seu colega Viggo Mortensen que também participou da saga O Senhor dos Anéis como Aragorn, é fluente em inglês, dinamarquês, espanhol, francês e italiano.

Alguns brasileiros poliglotas

O carioca José Eugênio Soares, o famoso Jô Soares, além da sua atuação como apresentador de TV, leva no currículo experiências como humorista, escritor, artista plástico, dramaturgo, diretor teatral, músico e ator. Ele é um poliglota e fala fluentemente inglês, francês, espanhol e italiano.

Outro exemplo inspirador é o Prof.° Carlos Amaral Freire, que pode ser o maior poliglota da história apesar de não estar no registro do Guinness Record.  Ele escreveu  o livro Babel de Poemas, com textos traduzidos de 60 línguas diferentes para o português que comprova seu talento extraordinário.

O professor Freire, atualmente tem 83 anos e sabe 135 idiomas. Em entrevista ao Huffpostbrasil ele disse:

“Em pelo menos 30 sou fluente, mas já publiquei traduções em mais de 60 idiomas. Se eu estudar por mais ou menos 24 horas consigo recuperar alguma outra mais esquecida”.

8 – Pratique diariamente

Passamos mais tempo fazendo certas tarefas de rotina do que percebemos, e você pode ficar tentando encontrar tempo para estudar idiomas.

Mesmo que seja em 30 minutos diários dedique-se para praticar. Mesmo que não sejam horas dedicadas exclusivamente para o aprendizado de idiomas, você pode aliar o novo idioma com várias atividades, como ouvir diálogos ou músicas durante exercícios físicos na academia ou durante a caminhada, enquanto você cozinha, durante o trânsito para o trabalho ou enquanto espera para uma reunião ou numa fila.

9 – Use cada um de seus idiomas para realizar uma tarefa todos os dias.

Use cada idioma para realizar uma tarefa diariamente.

Por exemplo, você pode assistir vídeos do YouTube em um idioma e ler notícias em outro.

10 – Participe de reuniões e eventos com poliglotas

Aprender com outros poliglotas é muito motivador, você aprende sobre o idioma e a cultura e ainda faz novos amigos que possuem objetivos parecidos com os seus.  Você pode pesquisar sobre grupos nas redes sociais e também ir à reuniões presenciais com poliglotas. Um site interessante para encontrar reuniões deste tipo é meetup.com.

No Brasil, em Fortaleza acontece anualmente um evento que reúne poliglotas, chamado Poliglotar.

11 – Seja um anfitrião e hospede estrangeiros

Uma ótima ideia para quem quer se tornar um poliglota e trocar experiências com nativos de diversas línguas, é hospedar estudantes de programas de intercambio.  Há vários programas que promovem oportunidades como esta. É uma oportunidade de você se expor a vários idiomas sem precisar sair do país.

12 – Aprenda idiomas em viagens

Agora, se você gosta de viajar e deseja fazer um intercâmbio cultural ou mesmo uma viagem de férias, pode aproveitar esses momentos para aprender diferentes idiomas.

13 – Não tenha medo de errar

Um erro que pode ser fatal para quem se propõe a aprender idiomas é ter medo de errar e de se expor. Isso bloqueia sua mente e baixa sua autoestima, gerando um desgaste desnecessário mesmo porque, para aprender o Português, nossa língua mãe, nós cometemos erros mesmo sendo nativos. Então relaxe, e aprenda com seus erros, eles fazem parte do processo de aprendizagem.

14 – Leia o mesmo livro em vários idiomas

Ouvir e falar são duas habilidades muito importantes no idioma, e a leitura vem logo depois de dominá-las.  Você pode alavancar os resultados e aprender usando um livro sobre um tema que gosta e que seja traduzido em vários idiomas, de preferência é claro nos que você está disposto a aprender. É uma forma muito eficaz de melhorar a habilidade de leitura e acelerar seu aprendizado.

Aliado a esta dica você pode encontrar versões de audiobooks do mesmo livro em vários idiomas, neste caso você vai avançar e muito no domínio de uma variedade de idiomas.

>> Conheça o guia definitivo com técnicas para aprender idiomas sozinho

15 – Aprenda técnicas de estudo e gestão do tempo

É recomendável que você aprenda um idioma de cada vez para não correr o risco de misturar, porém, há pessoas que criam suas próprias estratégias para driblar estas dificuldades.

Seja qual for a estratégia e abordagem que irá usar para se tornar um poliglota, é importante que você conheça técnicas de estudo para alavancar seu aprendizado em múltiplas línguas.

É importante também que gerencie melhor seu tempo para aprender um novo idioma e para rever os que você já alcançou fluência.

Um conceito de gestão do tempo é a regra de Pareto 80/20, e você pode usá-la para aprender um novo idioma e aprimorar outro ao mesmo tempo, por exemplo, usar a proporção de 80% do tempo de aprendizado de uma nova língua e 20% para o idioma que já está em um nível intermediário.

Como você percebeu não há nenhuma formula mágica para se tornar um poliglota e sim varias estratégias que somadas levam a uma jornada bem sucedida.

Parabéns por começar esta extraordinária jornada para se tornar um poliglota!

Compartilhe nos comentários qual dica você já usa e quais irá adotar para se tornar um poliglota.

Até breve!

Deixe um comentário

© 2012-2018 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo