Você está aqui:Home » Dicas » Tecnologia » 12 dicas para pesquisar melhor nos mecanismos de busca

12 dicas para pesquisar melhor nos mecanismos de busca

Olá, leitor(a)! 

Google revolucionou o modo como buscamos por informações na internet. De acordo com o Internet Live Stats, em 2020, o site processou mais de 3,5 bilhões de pesquisas por dia, sendo o mecanismo de busca mais utilizado no mundo. 

Esse número astronômico não é para menos, já que o Google ocupa 92,51% do mercado dos mecanismos de busca, seguido pelo Bing, com apenas 2,45%, de acordo com dados da StatCounter GlobalStats.

Pesquisas e mecanismos de busca

Além de organizarem todos os dados e informações presentes na internet, os mecanismos de busca, como GoogleBing e Yahoo!facilitaram o acesso dos usuários a esses dados. 

 Atualmente, todos os portais de notícia, empresas e blogs direcionam suas estratégias digitais para ficarem bem ranqueados nos sites de busca. 

Estar bem ranqueado significa aparecer nas primeiras opções dos buscadores, indicando que o conteúdo condiz com aquilo que foi pesquisado, o que aumenta a chance do(a) usuário(a) clicar naquele link e 90% dos(as) usuários(as) acessam os links nas primeiras posições do Google, conforme matéria de 2018 do portal Search Engine Land. 

Portanto, saber como pesquisar por meio desses sites de busca é a maneira mais eficiente de obter informações e encontrar produtos no ambiente digital. Quanto melhor você pesquisar, maiores as chances de encontrar as respostas desejadas. 

Nós separamos 12 dicas para você otimizar sua pesquisa e obter melhores resultados no Google e em outros mecanismos de busca. Vamos apresentá-las.

12 dicas para pesquisar melhor nos mecanismos de busca

Fonte: Reprodução

1. Pesquisar por palavras-chave

Pesquise a(s) palavra(s)-chave sobre o assunto. Por conta do sistema de Search Engine Optimization (SEO), os sites que utilizarem a(s) palavra(s)-chave ao longo do conteúdo da melhor forma possível serão bem ranqueados nos mecanismos. 

Dessa forma, os resultados exibidos serão os mais próximos daquilo que você procura, otimizando sua pesquisa. 

2Utilizar “aspas” 

Utilize as aspas para encontrar frases e termos específicos. Isso mostrará ao Google que você procura exatamente aquela sequência de palavras.  

Se você digitar livros de histórias para crianças, você vai encontrar muito conteúdo relacionado, mas se digitar “livros de histórias para crianças” os resultados vão ser mais precisos. 

3Usar asterisco (*)

Para os mecanismos de busca, o asterisco funciona como um “coringa”, ou seja, substitui qualquer palavra da pesquisa. Isso pode ser muito utilizado quando pesquisamos por receitas, em que é comum não se lembrar de todos os ingredientes. 

Por exemplo, digite “bolo de chocolate com*” e o buscador vai te mostrar as várias combinações de bolo de chocolate.

4Usar o sinal de menos (-) 

Ao pesquisar um assunto abrangente, como roupas para a primavera, os buscadores vão mostrar muitas opções sobre ele, o que pode dificultar a sua pesquisa. 

Para evitar isso, utilize o sinal de menos (-) para excluir palavras da sua busca. Por exemplo, digite roupas para a primavera shorts para não aparecer resultados contendo o termo inserido após o sinal. 

5Pesquisar sites semelhantes

A fim de comparar o conteúdo ou buscar novas informações, utilize o recurso para pesquisar em sites similares. Basta digitar na barra de pesquisa related:endereçodosite. 

É importante não colocar espaço entre related: e o endereço para que o comando seja processado corretamente. 

6Pesquisar site específico

Se você quer pesquisar especificamente em um site, os buscadores podem otimizar o seu tempo. É só digitar site:endereçodosite, que o Google vai direcioná-lo(a) para a página principal do site. 

É importante não colocar espaço entre site: e o endereço para que o comando seja processado corretamente. 

7Explorar conteúdo dentro do site

Para procurar conteúdo dentro de um site, abra o buscador e digite site:endereçodosite.com.br/conteúdo. Essa dica funciona como uma pesquisa personalizada do Google, ou de qualquer outro buscador, dentro do site que você escolheu. 

8Não se preocupar com detalhes

Ao executar uma pesquisa, não dê tanta importância para questões ortográficas e de gramática. Por exemplo, não há problema se você digitar em letra minúscula o nome de uma cidade, pois o Google vai corrigir isso automaticamente. 

A mesma coisa acontece quando escrevemos uma palavra errada, seja por pressa, seja por não sabermos a grafia correta. O mecanismo vai consertar o erro e continuar exibindo os resultados da pesquisa normalmente. 

9Buscar um ou outro

Se você já ficou na dúvida entre ler o livro e assistir ao filme sobre um determinado assunto, essa dica vai ajudá-lo(a). Para pesquisar entre um assunto e outro, basta digitar OR (ou, em português) no buscador. 

Por exemplo, pesquise por Crepúsculo filme OR livro para aparecer apenas resultados sobre o filme ou o livro. 

10Fazer perguntas específicas

Quanto mais específica for a sua pergunta, mais resultados específicos o Google vai te mostrar. Logo, se você quer saber a previsão do tempo na sua cidade, digite na barra de procurar previsão do tempo nome da cidade hoje. 

Pode parecer simples, mas os mecanismos de busca foram desenvolvidos para facilitar a pesquisa dos usuários na internet. 

11Procurar no título, URL ou texto

Google permite pesquisar por termos que estão no título, na URL ou no texto e filtrar os melhores resultados para você. Cada um tem seu próprio comando: 

  • Para pesquisar termos no título, digite intitle:termodapesquisa; 
  • Para pesquisar termos na URL, digite inurl:termodapesquisa; 
  • Para pesquisar termos no textodigite intext:termodapesquisa. 

Contudo, não dê espaço ao digitar os comandos para que, assim, eles sejam executados corretamente. 

12Utilizar outros buscadores

Todas as dicas acima têm mais eficácia quando utilizadas no Google, mas não é por conta disso que você deve deixar de lado outros mecanismos de busca. Um bom exemplo ocorre quando comparamos o Google com o Bing. 

Se você está procurando um produto ou serviço, seus resultados podem ser melhores se usar o Bing, porque ele possui uma taxa de anúncio 33,5% menor que o Google. Logo, há um bom fluxo de ofertas e com menos concorrência, já que o buscador não é tão comum, o que pode facilitar a sua pesquisa nele.

Materiais extras e sites

Para saber mais sobre como funciona o ranqueamento dos links no Google, confira este texto no blog da Jornal Jr. Também leia sobre como funciona o algoritmo do Google clicando neste link. 

Não deixe de acompanhar algumas das referências brasileiras em SEO, como Victor PeçanhaLetícia Nonato e Fabio Ricotta. 

Garanto que, a partir de agora, suas buscas na internet serão muito mais eficazes! Deixe nos comentários qual(is) dica(s) você achou mais interessante(s). 

No Canal do Ensino, leia também: 

Aproveite as dicas e até o próximo texto! 

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo