Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » 11 dicas para aprimorar a escrita

11 dicas para aprimorar a escrita

Olá,

Escrever é uma tarefa que deixa muita gente com aquele friozinho na barriga, não é? E o incômodo gerado pela impressão de que se trata de uma atividade chata e difícil ainda vem muitas vezes acompanhado daquela insegurança relativa ao que os outros vão pensar.

Isso ocorre com você? Então leia as dicas para aprimoramento da escrita que elaboramos, elas podem deixá-lo mais seguro na hora de escrever, além, é claro, de ajudá-lo também a melhorar seus textos.

Vamos lá?

11 dicas para melhorar a escrita

Aprimorar a escrita

Fonte: Reprodução

Elaboramos as dicas a seguir para que seus textos sejam cada vez melhores. Confira:

  1. Leia: todo grande escritor, geralmente, é um grande leitor. As pessoas que têm facilidade com o uso da língua costumam ler bastante. O contato diário com os livros, de preferência com os bons livros, com certeza vai ajudá-lo a escrever melhor. Portanto, procure ler diariamente. Reserve um horário do seu dia apenas para ler e desligue-se das demais coisas. Se puder ter também um local reservado apenas para a leitura, não abra mão dele, principalmente se for um lugar calmo e tranquilo.
  2. Pratique a escrita: pode reparar, geralmente quem é bom em alguma coisa é porque pratica bastante aquilo. Dificilmente você será bom em alguma coisa se não treinar bastante. Portanto, se quer escrever bons textos, pratique diariamente. Reserve alguns minutos do dia para escrever, e aqui vale escrever qualquer coisa. Já pensou em ter um diário ou criar um blogue sobre algum assunto que você domina?
  3. Analise outras obras: sempre que gostar bastante de um livro ou texto, dedique um tempo para descobrir por que você gostou tanto daquela obra. Quais técnicas e recursos o autor utilizou? Você não precisa nem deve copiar ninguém, mas perceber como alguém faz algo benfeito vai ajudá-lo a entender como aquilo é feito e lhe dar ideias e recursos para fazer também.
  4. Seja claro: coloque-se no lugar do leitor. Ele conseguirá entender tudo que diz? Ao citar um jogo, por exemplo, você dificulta a leitura para alguns leitores, isso tornará seu texto menos claro. Portanto, procure escrever textos os quais a maioria das pessoas consiga entender.
  5. Evite palavras difíceis: ao usar palavras difíceis você correrá ao menos dois riscos. O primeiro é o de empregar mal aquela palavra. Pense, que por mais que você as conheça, palavras difíceis não são vistas o tempo todo, o que as tornam menos familiares, e aumenta o risco de errarmos na hora de usá-las. O segundo risco é o de não ser compreendido. Tudo bem que o leitor pode conferir o significado da palavra no dicionário. Mas, de toda forma, você estará dificultando a leitura. Lembre-se que estamos vivendo em tempos corridos, e, principalmente se a pessoa estiver lendo o texto em meio digital, ela pode abandonar seu texto por esse motivo. Portanto, tente usar palavras difíceis apenas quando não houver alternativa.
  6. Evite exageros: não exagere ao escrever. Tente ser moderado, mostre-se uma pessoa equilibrada. Poucas pessoas terão interesse pelo seu texto se ele for exagerado demais. E outra, exageros e excessos podem fazer parecer que você está mentindo. E você não quer isso, não é mesmo?
  7. Evite generalizações: nada de “todo mundo é assim”, “todo homem é assado”, “toda mulher faz isso”. Não faça isso. As pessoas não são todas iguais. E só generalize coisas que podem ser comprovadas. Por exemplo, você pode falar à vontade que “todo homem morrerá um dia”, mas não fale coisas, como “todo advogado é mentiroso”. Você tem como provar? Não tem? Então não fale.
  8. Não invente demais: não ser um gênio literário não é problema algum. A não ser que você já seja um escritor experiente e conheça muito os recursos linguísticos da língua, evite inventar. Seja claro, simples, conciso e direto. Deixe isso de inventar palavras ou criar malabarismos sintáticos para Guimarães Rosa. Você pode criar ótimos textos sendo direto. E é melhor ser direto e escrever um bom texto do que passar vergonha tentando inventar demais, não é?
  9. Revise seus textos: antes de publicar ou fazer qualquer outra coisa com seu texto, revise-o. Leia e releia o que escreveu. Por mais atento que você seja, sempre pode passar uma vírgula errada, além de erros de ortografia e concordância, por exemplo. Outro motivo para revisar seus textos é que um texto sempre poderá ser melhorado. Então, revise sempre seus textos, procure por erros e tente melhorar tudo que puder.
  10. Pense em quem será seu leitor: ao escrever tenha em mente a quem seu texto se destina. Quem tem interesse pelo assunto sobre o qual você está escrevendo? Onde o texto será publicado? Qual a idade média dos leitores? Qual o gênero? Qual a classe social? Esses são alguns elementos que você deve se questionar antes de escrever. Após saber a quem seu texto se destina, adeque a linguagem a esse público.
  11. Preste atenção ao gênero: principalmente quando o texto escrito é solicitado por outra pessoa, preste bastante atenção ao gênero. Identificado o gênero, atente-se às características do gênero em questão. Lembre-se: um conto não é uma crônica, uma crônica não é um poema, e cada gênero tem suas características específicas. Portanto, identifique o gênero do texto, e, se for um gênero com o qual você não tem muita intimidade, estude suas características antes de escrever o texto.

Conclusão

Você viu neste texto 11 dicas para aprimorar sua escrita. Lembre-se que para escrever bem é necessário que você leia bastante e pratique a escrita diariamente.

Um grande abraço, e até a próxima!

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo