Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » 10 sites para você aprender japonês de graça

10 sites para você aprender japonês de graça

Olá, leitores!

Com o processo de globalização a pleno vapor na sociedade contemporânea, ou seja, na sociedade atual, é imprescindível que saibamos falar outro idioma, mas não apenas o inglês e espanhol, é fundamental que abramos a mente para aprender novos idiomas, como por exemplo, aprender japonês.

Existem inúmeros motivos para se aprender um novo idioma, sendo que os principais são:

  • Melhor posicionamento no mercado de trabalho: quando um gestor de RH vai analisar um currículo ele não verifica apenas se você tem faculdade, pós-graduação e fala inglês, ele quer saber mais, quer saber quais outros idiomas você tem, quais outras línguas você fala.
  • Estudar fora: se você optar por fazer intercâmbio, obviamente você terá que saber outros idiomas. Você pode estar pensando: “Oras, vou para os Estados Unidos fazer intercâmbio.” Entretanto, você não é a única pessoa que faz intercâmbio no mundo, lá você encontrará gente de todo o mundo. Quanto mais idiomas você falar, mas você vai se comunicar com estrangeiros, aumentando assim sua lista de contatos.
  • Turismo: você sonha em conhecer os países do Oriente. Um dia você tira férias e decide ir para o Japão. Não será mais fácil para sua vida se você falar japonês? Seja para se comunicar em lojas, restaurantes, no hotel ou com o taxista. Você vai precisar compreender esse idioma.
  • Gosta de aprender novo idiomas: há pessoas que sentem prazer em aprender coisas novas sobre diversos assuntos, entre eles um novo idioma. Você é esse tipo de pessoa? Então porque não se dedicar para aprender japonês.

É claro que existem outros motivos, mas com certeza, esses três que citei foram o suficiente para te convencer a começar a estudar e aprender japonês.

O que acontece com meu cérebro ao aprender um novo idioma, como o japonês?

Sites para aprender japonês de graça

Fonte: Reprodução

Quando você decide aprender japonês ou qualquer outro idioma, o seu cérebro sofre alterações que são consideradas extremamente saudáveis para sua saúde mental. Quer saber porque?

1. Você sai da sua zona de conforto

Ao se dedicar nos estudos para aprender japonês você sai da sua zona de conforto, isso porque o japonês não tem a mesma origem das línguas ocidentais, por exemplo, o espanhol e o italiano são idiomas irmãos do português e, por essa razão temos muito mais facilidade para aprender, entretanto ficamos em nossa zona de conforto.

Já o idioma japonês tem origem da língua chinesa, por um tempo médio de 1.500 anos. Os pesquisadores mostraram que grande parte do vocabulário japonês faz parte do chinês, sendo que esse último foi incorporado ao longo dos anos.

2. Desenvolvimento cognitivo

Ao aprender japonês você estimula o seu desenvolvimento cognitivo. Esse tipo de desenvolvimento está relacionado com a fala, a linguagem, a memória, a criatividade e ao raciocínio.

Aprender japonês nos primeiros anos do ensino básico tende a estimular mais esses aspectos cerebrais, mas isso não quer dizer que você não vá desenvolver-se cognitivamente aprendendo um novo idioma, ainda mais o japonês que é uma língua mais complexa.

3. Sem vício de linguagem

Um dos grandes problemas de se aprender um idioma como o espanhol é que, por ele ser muito parecido com o português, desenvolvemos vícios de linguagem que, de certa forma, prejudicam o processo de aprendizagem desse novo idioma, mas isso não acontece quando você está aprendendo japonês.

Ao aprender japonês você terá que usar muito os ouvidos conseguir compreender o idioma, e com isso você vai tentar falar como o professor, reduzindo as chances de usar sotaques da região do Brasil que você vive, ou ainda, falar palavras erradas como “adevogado” ou “salxicha”.

4. Ampliar os seus conhecimentos

Ao aprender japonês você não estará apenas aprendendo um novo idioma, você também estará se inserindo em uma nova cultura, ampliando os seus conhecimentos sobre o mundo oriental e, consequentemente, saindo do “mundinho” que nos prende ao universo ocidental.

Aprender japonês significa que você vai se inserir em uma cultura nova, com tradições bem diferentes da nossa. São hábitos de vida que você vai conhecer e quem sabe se identificar. Sua mente se abrirá para novas ideias, sua mente e ponto de vista com relação ao mundo nunca mais será o mesmo.

5. Sucesso no mercado de trabalho

Você sabia que existem centenas de empresas japonesas no Brasil, principalmente no setor automotivo? O que você acha de conseguir um emprego em uma multinacional japonesa? Gostou da ideia?

Você sabia que se você fala japonês, você tem mais chances de conquistar essa vaga, e quem sabe até ser convidado para trabalhar por um determinado tempo no Japão? Para que isso aconteça você precisa enriquecer os seus conhecimentos nesse idioma oriental, e começar a enviar o seu currículo atualizado.

6. Reduz os riscos de desenvolver doenças mentais

Com o passar do anos, o nosso cérebro vai perdendo neurônios (eles morrem), e a nossa capacidade cognitiva tende a reduzir gradualmente, as chances de desenvolver doenças como o mal de Alzheimer aumentam, mas existe uma forma de evitar que esse processo aconteça.

Um estudo realizado em 2011 pela Academia Americana de Neurologia mostrou em seus resultados que aprender novos idiomas ajuda a “proteger” nossas memórias, mesmo depois de atingirmos a idade adulta.

Quando você estuda, estimula seu cérebro, apreende outro idioma como o japonês, os neurônios começam a ser estimulados de tal maneira que a morte neuronal é reduzida e as chances de desenvolver as doenças mentais (conhecidas como demências) relacionadas a idade, é igualmente diminuída.

7. Melhora a capacidade de tomada de decisões

Um estudo publicado por pesquisadores da Universidade de Chicago, publicado no periódico Psychological Science, mostrou que quando estimulamos o nosso raciocínio para aprender outro idioma, como o japonês, nosso cérebro reduz a inconsistência cognitiva e, consequentemente nos permite melhorar o processo de tomada de decisões.

Os pesquisadores explicam que isso acontece porque decisões passam a ser mais sistemáticas e menos baseadas em fatores negativos. Isso ocorre porque a região do cérebro que tem os pensamentos negativos é o mesmo da língua nativa, ou seja, ao aprender novo idioma, como o japonês, você passa a usar mais a região do seu cérebro que toma decisão baseado em fatos positivos.

8. Você passa a ter mais foco

Outro estudo mostrou que ao aprender um novo idioma, como o japonês, você passa a ter mais foco, pois, é preciso se concentrar, principalmente no começo do aprendizado, para aprender a compreender o que é dito e escrito por outras pessoas, bem como para você saber o que está dizendo e escrevendo em japonês.

História do idioma japonês

Como já falamos aqui, quando você começa a aprender um novo idioma, como o japonês, você automaticamente se insere na cultura de origem dessa língua, você passa a fazer parte desse universo, então o que acha de aprender um pouco mais sobre a origem do idioma nipônico?

Conhecido como yamato, o idioma japonês é falado por cerca de 120 milhões de pessoas,  a 12º língua mais falada no mundo.

Chamado de “língua aglutinante e polissilábica”, esse idioma possui características gramaticais que são evidenciadas pelos elementos básicos, os morfemas. Esses aspectos refletem a organização da sociedade japonesa.

Por muitos séculos o idioma japonês viveu sobre influência da língua chinesa, até que entre os anos de 1603-1868, durante a era Edo, a base desse idioma foi modificado para a forma como é falado hoje. Já durante a era Meiji, diversas palavras ocidentais foram inseridas no vocabulário japonês. Além disso, novas palavras foram criadas utilizando os caracteres chineses.

Sites e aplicativos para aprender japonês

Agora que você sabe um pouco mais da história do idioma japonês, veja alguns sites que selecionamos para que você aprenda japonês de maneira rápida, fácil e gratuita.

1. LINGQ.com: O LingQ é um dos melhores sites não só para aprender Japonês, mas também para aprender vários outros idiomas. Você pode selecionar a língua da sua área de trabalho e a língua que está estudando. O site inclui uma biblioteca com centenas de textos, todos com áudio em mp3, um sistema de aprendizado de vocabulário e até mesmo aulas com tutores online. A maioria do conteúdo é gratuito, somente o correção de textos e aulas com tutor são pagos.

2. APRENDENDOJAPONES.com: O site tem ferramentas como dicionários de kanji, tabelas de hiragana e kataka, gerador de nomes em Japonês, etc.

3. LINGUAJAPONESA.COM.BR: Faz pouco tempo que eu descobri o linguajaponesa.com.br. Depois do Como Aprender Japonês e do Aprendendo Japonês, este é o terceiro blog grande e bom sobre o idioma japonês no Brasil. É  bom saber que temos uma forte comunidade de blogs sobre a língua japonesa.

4. ALLJAPANESEALLTHETIME.COM: O mestre dos mestres, o guru, o ancião dos blogs sobre o aprendizado da língua japonesa. Este é provavelmente o mais famoso e polêmico blog sobre o idioma japonês. O autor, Katzumoto, aprendeu Japonês do zero até a fluência total em 18 meses e documentou tudo no seu blog. Se você não sabe Inglês, vale a pena aprender só para ler este blog.

5. TAE KIM’S JAPANESE GUIDE: Tae Kim resolveu escrever um guia de gramática japonesa melhor de que qualquer livro já produzido na história! E o melhor de tudo: o guia é inteiramente gratuito! Parte dele foi traduzida para o Português, mas não todo.

6. Reviewing the Kanji: Este é um site totalmente dedico ao livro Remembering the Kanji. Para quem não conhece, o livro propõe um método alternativo para o aprendizado dos ideogramas japoneses, no qual é possível aprender a escrita e o significado dos ideogramas de modo muito mais rápido que com os métodos tradicionais. Além de ser um site bom, há um fórum com muita gente legal, no qual é possível aprender muito sobre como estudar Japonês.

7. OTAKUPROJECT: Embora o Otaku Project seja um site mais voltado para Animes e Mangas, eles tem muitas informações sobre o idioma japonês, incluindo um mini curso online. O bom também é que o site é em Português, ou seja, parada obrigatória!

8. Livemocha.com: O Livemocha é uma espécie de Orkut das línguas. Basicamente o site é uma comunidade para aprendizes de idiomas, além de trazer cursos online.

9. How to Learn Any Language: Este site não é um simples fórum sobre como aprender idiomas, mas sim o maior fórum da internet sobre como o aprendizado de idiomas. O site e o fórum são em Inglês, mas, da mesma maneira que alguns dos sites anteriores, vale a pena fazer um esforço e participar, pois a quantidade de dicas e informações sobre como aprender línguas é imensa.

10. COMO APRENDER JAPONÊS: O objetivo do Como Aprender Japonês é ser uma espécie de curso de japonês online grátis, onde você pode aprender não somente o idioma japonês, mas também o “como aprender”, que é o verdadeiro segredo da aprendizagem de idiomas.

Dicas para aprender japonês

Esse post não acabou por aqui. Como sabemos que aprender japonês é um pouco mais complexo, separei algumas dicas que vão ajudá-lo.

1. Ler e entender

Durante os estudos desse novo idioma, o japonês, mantenha-se concentrado em ler e entender o que você está lendo. Em muito idiomas é preciso aprender a falar para conseguir escrever, mas o japonês as coisas não funcionam exatamente dessa maneira.

É preciso que você “leia para escrever, escute para falar”. Essa é sem dúvidas a dica mais importante que posso te dar, pois, essa é a base para que você aprenda japonês da maneira adequada e se torne fluente no idioma.

2. Ouça, ouça e ouça

Todos os dias você deve ouvir coisas em japonês, seja música, filmes, entrevistas, reportagens. O importante é que você treine o seu ouvido para conseguir compreender o idioma e se tornar fluente.

Além disso, mesmo que você esteja em um nível mais avançado, continue ouvindo os áudios mais simples que você ouvia quando começou a estudar japonês, pois sempre haverá uma palavra ou outra que você sentirá falta, e terá que se esforçar para lembrar. Ao ouvir esses áudios todos os dias, você não vai correr o risco de esquecer uma palavra durante uma conversa.

Estude por repetição. Ouça esses áudios até você memorizar o que está sendo dito, até você conseguir dizer corretamente tudo o que foi dito, e principalmente, até você conseguir compreender o que está falando.

3. Nada de Romaji

Nada de começar a escrever em japonês utilizando as letras romanas, se fizer isso, você nunca vai aprender realmente. Você precisa escrever japonês da maneira correta (あなたは正しい方法で日本語を書く必要があります), senão nunca aprenderá esse idioma tão rico e fascinante.

Se você encontrar um “professor” que diz que primeiro você tem que aprender o Romaji, desista de ter aulas com ele. Se você fizer isso, entrará em um círculo vicioso difícil de sair.

4. Aprenda inglês

Oi? Isso mesmo que você leu, aprenda inglês, eu vou te explicar o motivo. Os melhores livros para você aprender japonês estão em inglês, então se você tiver um conhecimento básico desse idioma, será mais fácil você aprender japonês.

5. Não desista

Essa parece uma dica meio clichê, mas ela é necessária. Aprender japonês não é fácil, mas também não é impossível, se você tiver dedicação e disciplina o processo de aprendizagem será muito mais simples, eficiente e prazeroso.

6. Ouça música em japonês

Mesmo que você faça cursos para aprender japonês, não se prenda apenas nas aulas, faça outras atividades que envolvam o idioma, como por exemplo ouvir música em japonês. Veja as músicas mais ouvidas no país do Sol Nascente.

1. 残酷な天使のテーゼ / “ZANKOKUNA TENSHINO TEZE” BY YOKO TAKAHASHI

2. 小さな恋のうた / “CHISANA KOINO UTA” BY MONGOL800

3. 空も飛べるはず / “SORAMO TOBERUHAZU” BY SPITZ

4. ハナミズキ / “HANAMIZUKI” BY YO HITOTO

5. 女々しくて / “MEMESHIKUTE” BY GOLDEN BOMBER

6. “Secret Base”, by Zone

7. “Forever Love”, by X Japan

8. “Kawa no nagare no you ni”, by Misora Hibari

9. “Dearest”, by Ayumi Hamasaki

10. “Jupiter”, by Ayaka Hirahara

11. “Hitomi wo tojite”, by Ken Hirai

12. “Can you Celebrate”, by Namie Amuro

13. “Story”, by  Ai

14. “Kanpai”, by Nagabuchi Tsuyoshi

15. “First Love”, by Utada Hikaru

7. Assista filme e séries japonesas

Essa é uma dica continuação da dica anterior. Não se prenda apenas as aulas de japonês, empenhe-se estudando japonês de outras formas, como assistindo filmes e séries japonesas, além de aprender o idioma, você saberá um pouco mais sobre a cultura oriental.

Para começar você pode assistir o filme legendando e com um dicionário na mão, assim quando surgir uma dúvida, você pode consultar o que significa determinada palavra. Com o tempo, o seu vocabulário será enriquecido até o ponto em que você não precisará mais de legendas.

Veja os principais filmes japoneses:

Rashomon (1950) – Direção: Akira Kurosawa

O filme conta a história de um estupro e um assassinato. O fato é relatado pelo ponto de vista de quatro testemunhas, entretanto, todos os depoimentos são divergentes.

Jigokumon (1953) – Título em português: Portal do Inferno- Direção: Teinosuke Kinugasa

O filme conta a história de um samurai que salva uma mulher e se apaixona por ela, entretanto ele não sabe que ela é casada. Esse foi o primeiro filme colorido japonês lançado fora do país.

Miyamoto Musachi kanketsuhen: Ketto Ganryujima – Direção: Hiroshi Inagaki

O filme narra a história de dois amigos que vai lutar com o exército deixando seu povo para trás, durante a história eles vão parar na casa de uma mulher viúva que vive com sua filha.

Suna no Onna (1964) – Título em português: A mulher de areia – Diretor: Hiroshi Teshigahara

Kwaidan (1965) – Título de português: As 4 Faces do Medo – Diretor: Masaki Kobayashi

O filme conta quatro histórias de terror diferentes, mas essas histórias não tem relação uma com as outras.

Narayama Bushi Ko (1983) – Título em português: A Balada de Narayama – Direção: Shohei Imamura

A tradição de um pequeno vilarejo japonês diz que ao completar 70 anos de idade, a pessoa deve ir para o topo da montanha e lá permanecer para esperar a morte chegar. O problema é quando uma pessoa está próxima a essa idade e só pensa em conseguir uma esposa para seu filho mais velho.

HANA-BI (1997) – Título em português: Hana-bi – Fogos de artifícios – Direção: Takeshi Kitano

A história narra o drama que um policial vive. Enquanto sua esposa está à beira da morte, seu parceiro é baleado por mafiosos, e ele está atrás de se vingar do assassino.

Unagi (1997) – Título em português: A Enguia – Direção: Shohei Imamura

Um homem é condenado por assassinar sua esposa. Após ser libertado sua vida muda de maneira radical ao salvar a vida de uma mulher que tentava suicídio.

Sen to Chihiro no Kamikakushi (2001) – Título em português: A viagem de Chihiro – Diretor: Hayao Miyazaki

Essa é uma animação que conta a história da família Orgino que está mudando de cidade. Entretanto, durante a viagem eles se deparam com assustadores e inesperados percalços.

Okuribito (2009) – Título em português: A Partida –  Diretor: Yojiro Takita

Essa é a história de um jovem recém-casado que fica desempregado. Em busca de um novo emprego, ele muda de cidade, lá ele encontra um novo sentido para sua vida.

Outros filmes japoneses:

  • Era uma Vez em Tóquio (1953) | Yasujirô Ozu
  • Contos da Lua Vaga (1953) | Kenji Mizoguchi
  • Os Sete Samurais (1954) | Akira Kurosawa
  • Godzilla (1954) | Ishirô Honda
  • Intendente Sansho (1954) | Kenji Mizoguchi
  • Guerra e Humanidade – Trilogia (1959 – 1961) | Masaki Kobayashi
  • Fogo na Planície (1959) | Kon Ichikawa
  • Harakiri (1962) | Masaki Kobayashi
  • Akai satsui (1964) | Shôhei Imamura
  • O Rosto da Maldade (1966) | Hiroshi Teshigahara
  • A Espada da Maldição (1966) | Kihachi Okamoto
  • O Funeral das Rosas (1969) | Toshio Matsumoto
  • O Império dos Sentidos (1976) | Nagisa Ôshima
  • Mishima: Uma Vida em Quatro Tempos (1985) | Paul Schrader
  • Túmulo dos Vagalumes (1988) | Isao Takahata
  • Meu Amigo Totoro (1988) | Hayao Miyazaki
  • O Chamado (1998) | Hideo Nakata
  • Ichi – O Assassino (2001) | Takashi Miike
  • O Samurai do Entardecer (2002) | Yôji Yamada
  • Ninguém Pode Saber (2004) | Hirokazu Koreeda
  • Pais e Filhos (2013) | Hirokazu Koreeda

Se você gosta de assistir séries, saiba que os japoneses também criaram séries assistidas em todo o mundo. A maioria delas estão disponíveis no Netflix.

“Terrace House”

Esse é um reality-show japonês que existe desde 2012, mas a Netflix encomendou uma temporada e a chamou de “Boys and Girls in the City” para distribuir globalmente.

“Atelier”

Essa é uma série nos molde de “O Diabo veste Prada”. Essa foi a primeira aposta da Netflix em doramas, e posso garantir que é um sucesso.

“Good Morning Call”

Essa é uma série baseada em um mangá do mesmo nome, e o drama é um tanto clichê: uma garota colegial nada popular, Nao Yoshikawa acaba morando por acidente com o maior gato do colégio, Hisashi Uehara.

“HIBANA – Spark”

A série conta a história de uma dupla de japoneses que se lançam no “stand-up comedy”. Apesar disso, a série não é uma comédia, ela conta os dramas e tensões por detrás do “manzai” que é um stand-up formado por duas pessoas.

“Amor e Casamento”

Esse é um dorama que questiona a formação de família “tradicional”.

Agora que você tem todo esse material de apoio, o que acha de começar a estudar japonês?

次の時まで

(Até a próxima!)

Deixe um comentário

© 2012-2019 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo