Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » Vale a pena fazer um mestrado no exterior?

Vale a pena fazer um mestrado no exterior?

Oi pessoal!

Fazer um mestrado fora do Brasil é uma decisão que necessita ser tomada com muita cautela, e levar em conta todos os seus anseios e os momentos de sua carreira.

Se sua motivação for, exclusivamente financeira, não valerá a pena. Para fazer um mestrado, você terá de ficar dois anos longe do mercado de trabalho, que é o tempo que você poderia ser promovido em uma empresa. Nesse caso, recomenda-se que você faça cursos aqui no Brasil.

Porém, se o objetivo é se especializar em alguma área, fazer a expansão de seus horizontes tanto pessoais quanto profissionais, ou ainda, realizar uma transição em sua carreira, o mestrado no exterior é recomendado. Se você quer estudar nas melhoras universidades do mundo, essa é a opção mais possível. Das 100 melhores universidades do planeta, 45 estão presentes nos Estados Unidos. O restante se concentra na Europa, Ásia e Oceania. O Brasil, entretanto, não tem nenhuma universidade que o represente nessa lista.

Veja as principais vantagens de fazer um mestrado fora do Brasil:

Conhecimento direto das origens

Você irá conhecer professores que não somente compreendem o conteúdo que apresentam. Muitas vezes, eles próprios os criaram. Isso significa que você terá a oportunidade de aprender com grandes referencias para o mundo e até ganhadores do prêmio Nobel. Além disso, você terá acesso à estrutura de ponta e as maiores e mais avançadas técnicas de pesquisa.

Universidades em constante competição

Não dá para negar a força que o nome de uma grande instituição de ensino internacional tem no currículo de qualquer pessoa. Pense, por exemplo, estudar nas universidades de Harvard, Columbia ou Stanford? Isso faz uma enorme diferença na hora de disputar as melhores vagas no mercado de trabalho.

Carreira Internacional

mestrado-fora-do-brasil

Fazer um mestrado no exterior é como uma abertura de portas, que dá acesso a uma carreira global. As chances de se conseguir um bom emprego em outro país é bem maior para quem estudou no exterior.

Ampliação de oportunidades

Ter convivência com pessoas de diversos países é uma das grandes vantagens de se estudar no exterior. Ao ter o acesso aos melhores professores e aos melhores profissionais, você percebe que pode ir muito além e fazer muito mais.

Desenvolvimento de suas competências

Uma das competências que são mais valorizadas pelas empresas, atualmente, é a capacidade de o profissional lidar com ambientes que estão em constantes transformações. Quem estuda no exterior, sai na frente nessa questão. Por ter que, o tempo todo, se adaptar a novas situações, o profissional tem a tendência de desenvolver, cada vez mais, essa aptidão.

Conclusão

Realmente, ficou muito mais fácil para os estudantes brasileiros conseguirem realizar seus estudos fora do país. Com o programa “Ciências Sem Fronteiras”, que foi criado pelos ministérios da Ciência,

Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC), através de suas instituições de fomento (CNPq e Capes), as oportunidades de se realizar um estudo de mestrado em outros países ficaram cada vez maiores.

No entanto, diversos profissionais possuem receios em estudar no exterior ou tem dúvidas se essa grande empreitada vale mesmo a pena. Porém, o sonho de seguir os estudos no exterior está, cada dia mais, no alcance de muitos estudantes e profissionais no Brasil.

Boa sorte!

Deixe um comentário

© 2012-2016 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo