Você está aqui:Home » Dicas » Professores » 7 Escolas que propõe um novo conceito de educação no mundo

7 Escolas que propõe um novo conceito de educação no mundo

Olá leitores,

“A educação é a arma mais poderosa, que você pode usar para mudar o mundo.”

Talvez essa frase do Nelson Mandela já explique tudo. A educação é tudo que podemos deixar para as nossas crianças, e assim ter esperanças de um futuro melhor, mais humano e justo.

Há escolas por todo mundo com a função de transmitir conhecimentos base de diferentes matérias através de professores capacitados, porém se engana quem pensa que todas as escolas são iguais.

Selecionamos sete escolas espalhadas pelo mundo, que possuem diferentes métodos e recursos de aprendizagem, e se destacam por isso. Elas possuem conceitos que estão mudando o panorama acadêmico do mundo.

VITTRA

A Vittra é uma escola sueca independente, ou seja os alunos não limitam-se às salas de aula. Eles ficam nos ambientes que julgam mais confortáveis e convenientes.

Todos os trabalhos são feitos com laptops e os alunos escolhem com o que querem trabalhar, seja em grupos ou em “móveis orgânicos convencionais”, o que estimula a curiosidade e criatividade. Assim, as crianças são ensinadas a viver com autoconfiança e de forma responsável.

A Instituição possui 30 unidades por todo o mundo.

ESCOLA PRIMARIA JOSE URBINA LOPEZ

Essa Instituição adotou um sistema semelhante ao descrito acima.

O professor Sergio Correa Juaréz estabeleceu um método de ensino alternativo, no qual os alunos são livres para focar no assunto que quiserem.

A escola que fica ao lado de um lixão na fronteira do Mexico com os EUA deu tão certo com esse novo método que passou a motivar as crianças aos estudos e até revelar estudantes, como Paloma Bueno, de 12 anos, hoje no topo do ranking de matemática e linguagem no México.

ESCOLA DE SUGATA MITRA

Nessa escola os alunos aprendem livremente, sem professores ou coordenadores. Os alunos se dividem como acham melhor e se quiserem podem consultar tutores via Skype.

Mitra constatou que esse método de ensino daria certo em 1999, quando era chefe e uma empresa e treinava desenvolvedores de software. O escritório ficava ao lado de uma favela, e um dia ele resolveu fazer uma experimento, colocou um computador para as crianças da favela e ela logo descobriram como utilizar a máquina, sem a ajuda de ninguém.

ESCOLA DE SUMMERHILL

Na escola Summerhill as crianças fazem o que querem, tudo baseado na decisão do coletivo. O método é do escocês Alexander Sutherland Neill, e fez a Instituição uma das mais conceituadas escolas democráticas do mundo.

Segundo dados da Rede internacional de Educação Democrática esse método está se espalhando pelo mundo, há aproximadamente 200 escolas em 28 países com essa proposta.

THE SCHOOL OF LIFE

Na tradução “ a Escola da Vida” essa Instituição ao invés das disciplinas básicas, trabalha questionamentos do indivíduo como: tempo, pressão e morte.

O método criado pelo filósofo e escritor suíço Alain de Botton em 2008, ja chegou ao Brasil, e tem sua sede em São Paulo.

BROCKWOD PARK SCHOOL

A escola inglesa oferece uma educação holística inspirada nos ensinamentos de J. Krishnamurt, no qual destaca-se a autocompreensão, criatividade, integridade e ambiente seguro e não competitivo.

Os ensinamentos vão além da sala de aula, e abordam assuntos mais sensíveis que as matérias convencionas, como: abertura de espírito e autorreflexão.

KAOSPILOT

A Kaospilot é uma escola dinamarquesa fundada em 1991 e aposta em um ensino colaborativo, com uma formação de 3 anos, no qual os alunos são protagonistas do próprio aprendizado.

Os estudos são substituídos por projetos como: desenho e gestão de projetos criativos; desenho e liderança de processos criativos; desenho e criação de novos negócios e há até clientes de verdade.

E vocês? Em qual dessas escolas estudariam?

Até logo!

Deixe um comentário

© 2012-2016 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo