Você está aqui:Home » Dicas » Estudantes » 4 técnicas para melhorar sua interpretação de texto

4 técnicas para melhorar sua interpretação de texto

Oi Leitor!

Muitas vezes ao ler um texto encontramos dificuldades em compreendê-lo, não é mesmo? Isso ocorre com muitas pessoas, mas o que a maioria não sabe é que existem técnicas que ajudam muito na interpretação de texto, e é sobre isso que vamos falar nesse texto. Depois de dominar essas técnicas certamente você vai ter facilidade em entender até os textos mais difíceis!

Primeiramente é preciso entender como funciona o processo de interpretação. A Hermenêutica, a área da filosofia que estuda isso, diz que é preciso seguir três etapas para se obter uma leitura ou uma abordagem eficaz de um texto:

  • Pré-Compreensão: supõe-se que ao iniciar a leitura a pessoa já tenha conhecimentos prévios sobre o assunto ou área específica.
  • Compreensão: já tendo a pré-compreensão, o leitor vai se deparar com informações novas ou reconhecer as que já sabia. Através da pré-compreensão a pessoa amarra a informação nova com a que ela já tem e capta a intencionalidade do texto.
  • Interpretação: é a resposta que o leitor dá ao texto depois de compreendê-lo, pois para haver a interpretação é preciso “conversar” com o texto. É formada então o que se chama “fusão de horizontes”: o do texto e o do leitor. A interpretação supõe um novo texto. Significa abertura, o crescimento e a ampliação para novos sentidos.

Depois de entendido o processo de interpretação de texto, seguem as dicas de como chegar nessas três etapas.

1) Leia com um dicionário próximo

Uma maneira de chegar à pré-compreensão é ler bastante, e ajuda muito ter um dicionário do lado para auxiliar no entendimento do significado das palavras. Se você se deparar com alguma palavra que não conhece, anote essa palavra juntamente com o significado num caderninho. Desta maneira seu vocabulário se tornará mais extenso.

2) Faça paráfrases

A paráfrase é uma explicação ou uma nova apresentação do texto, onde são seguidas as ideias do texto sem copiá-lo, para isso é necessária a compreensão do mesmo, esse um ótimo exercício de interpretação de texto. Existem vários tipos de paráfrases mas, para o vestibulando, recomenda-se o estudo das seguintes:

  • Paráfrase-resumo: sublinhe as ideias principais, depois identifique as palavras-chave e faça um resumo. Resumir é escrever com as suas palavras as ideias principais do texto.
  • Paráfrase-resenha: além de resumir, você deve dar suas opiniões sobre o texto e justificá-las.
  • Paráfrase-esquema:texto esquematizado em tópicos ou pequenas frases com as ideias principais do texto lido.

3) Leia no papel

Um estudo realizado em 2014 comprovou que pessoas que leram pequenas histórias de mistério em um Kindle, um tipo de leitor digital foram consideravelmente piores ao elencar a ordem dos eventos do que os que leram a história em papel. Os pesquisadores explicam que isso se dá por não poderem virar as páginas ou controlar o texto fisicamente por meio de dobras, sublinhados e anotações. Isso limita a experiência sensorial e reduz a memória de longo prazo do texto, assim prejudicando a capacidade de interpretação. Por isso, sempre prefira textos impressos.

4) Reserve um tempo do seu dia para ler devagar

Recomenda-se separar entre 30 e 45 minutos diários para ler, mas isso deve ser feito longe de dispositivos tecnológicos, já que esses podem causar distrações. Assim é possível fazer uma leitura linear, que é a maneira como nosso cérebro lia antes da internet, aproveitando a vantagem de detalhes sensoriais.

A capacidade de ler longas sequências é perdida se não a usamos, separando esse tempo para leitura, o cérebro recupera a capacidade de realizar a leitura linear. E esse é só um dos muitos benefícios da leitura, que além de exercitar o cérebro traz conhecimento, reduz o estresse e melhora a concentração.

Lembrando que a prática leva à perfeição. Então se você ler bastante usando essas dicas, com certeza estará preparado para ler e compreender diversos textos.

Até mais!

comentários (3)

Deixe um comentário

© 2012-2016 Canal do Ensino | Guia de Educação

Voltar para o topo